Falta de efetivo no CBMDF pode afetar atendimento a população

0
1244
Governador Rolemberg em visita à tropa

Com a finalidade de salvar vidas, o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal realiza o seu trabalho a despeito de um grave problema estrutural: atua com apenas 60% do contingente ideal. São em média 6 mil homens, quando a Lei Federal nº 12.086 de 6 de novembro de 2009, estipula uma tropa de 9.703 militares, proporcional à população de 2.400.000 mil habitantes. Desde a publicação da lei o Distrito Federal teve um aumento de 8% na população, saindo do ideal de 247 habitantes para 309 habitantes por Bombeiro, chegando aproximadamente aos 3 milhões de habitantes, mostrando assim defasagem no efetivo firmado pela lei 12.086.

Os quartéis operam diariamente com uma média de 50 homens. O efetivo diário ideal seria de 90 militares por quartel. Anualmente deveria entrar um total de 377 pessoas.

Bombeiros 1

A Lei Federal nº 12.086/2009 assegura aos policiais militares e aos bombeiros militares da ativa promoções nas carreiras, além de estabelecer o efetivo da corporação no DF, proporcional à população. A norma fixa o contingente do Corpo de Bombeiros em 9.703 e da PM em 18.673 homens. O número, em ambos os casos, não considera militares na reserva, alunos ou aspirantes a oficiais. É importante frisar que os efetivos incluem funcionários do quadro administrativo e de saúde de cada uma das duas carreiras. A lei também determina, nos anexos, o efetivo para cada quadro de funcionário das forças da polícia e dos bombeiros

A tropa do Corpo de Bombeiros do DF envelheceu. A média de idade ideal da tropa deveria ser de 25 anos. Vale ressaltar que o número de militares indo para a reserva nos próximos 4 anos pode fazer o efetivo diminuir em aproximadamente 25%, vindo a prejudicar parcialmente o atendimento a população, ou seja, mesmo o Corpo de Bombeiro realizando concurso nos próximos 20 anos, não vai conseguir preencher o efetivo de 9.703 Bombeiros, mostrando que é primordial uma restruturação na lei que rege a entrada e a realização de um novo concurso pelo Corpo de Bombeiro do Distrito Federal que hoje depende de autorização do GDF para lançar o edital.

Fonte: Bombeirosdf.com

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA