RICARDO NORONHA: Um Tocantinense de coração Candango

0
2508
Ricardo Noronha: "Esse é o cara!"

Brasília é uma diversidade de imigrantes queridos no seio da capital e não poderíamos deixar de homenagear Ricardo Noronha, natural de ARAGUAÍNA-TO e morador de Brasília desde os 05 anos de idade. Radialista de sucesso, atuando nas principais emissoras de Brasília como as Rádios Nacional, Capital, Planalto, OK FM, JK FM, ATIVIDADE FM e GLOBO AM. É Jornalista, Publicitário, Graduado em Direito e Pós Graduado em Direito Público e membro efetivo de uma das mais respeitadas associações de jornalistas de Brasília, a nossa ABBP (Associação Brasiliense de Blogueiros de Política).

Ricardo Noronha diz ser apaixonado pela arte e cultura do Distrito Federal. Seus programas já receberam e ajudaram a promover grandes nomes da música brasileira: Amado Batista, Bruno e Marrone, Leandro e Leonardo, Zezé di Camargo e Luciano, Guilherme e Santiago, Paula Fernandes, João Neto e Frederico, Ataíde e Alexandre, Roberta Miranda, Sérgio Reis, Ronnie Von, Guilherme e Santiago, Fernando e Sorocaba, Jorge e Mateus, Chico Rey e Paraná, Pedro Paulo e Matheus, Di Paullo e Paulino entre tantos outros. Na televisão, Ricardo Noronha apresentou os programas jornalísticos TV CIDADE e FALA CENTRO OESTE, pelas extintas TV Capital e TV Manchete. Sua estreia como apresentador de programas de auditório foi em 1997, com o musical “Show das Satélites”, transmitido aos domingos pela TV Brasília/Rede Manchete. Sua principal meta é oferecer oportunidade aos artistas da região Centro Oeste.

Atualmente, Ricardo Noronha dirige e apresenta o “Programa Ricardo Noronha Show”, gravado às Segundas Feiras à noite no Teatro da Praça – Taguatinga Centro. O programa é exibido aos domingos, das 14h30 às 16h00, pela TV Brasília/Rede TV, para os Estados do Distrito Federal e de Goiás.

Empenhado no combate à corrupção no país, Ricardo Noronha é um dos dirigentes mais ativos do Movimento Limpa Brasil de Brasília (MLB) que tem tido participação fundamental nas manifestações contra a corrupção, principalmente no último evento de votação da admissibilidade do impeachment da Presidente Dilma no Congresso, onde só o seu trio elétrico agregou mais de 20 mil pessoas das cerca de 100 mil pessoas presentes.

Esse, efetivamente, é o cara!

Da redação,

Por Poliglota…