Estão querendo acabar com o CBMDF?

10
4233

Pasmem, mas um Projeto de Lei do Executivo local, e que está previsto para ser votado em breve, está tentando tornar obsoleto a existência do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal. Trata-se e do PL 556/2011 cujo autor é o deputado distrital Wellington Luiz e tendo como Relator o Deputado Robério Negreiro.

O tal Projeto, que já passou pela Comissão de Segurança e está na Comissão de Economia, Orçamento e Finanças (COEF) cujo presidente é o deputado Agaciel Maia (PR) e o Relator Rafael Prudente (PMDB), outro dono que a família é proprietária de empresa de segurança, dispõe sobre a implantação de Grupamento de Bombeiros Civis em parques distritais, ecológicos e unidades de conservação do Distrito Federal, define quantitativos mínimos de bombeiros civis em edificações públicas e privadas.

A princípio parece ser uma coisa normal, mas se levarmos em consideração o que aconteceu em Santa Catarina a verdade é que com isso empresas de segurança é que seriam as mais beneficiadas. Tanto é que a família do próprio deputado Robério Negreiros, Relator, é proprietário de uma empresa de segurança, a BRASFORT. Consta ainda que ele foi réu no processo 2007.34.00.032561-1, na 14ª Vara Federal do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (DF). Negreiros era acusado de cometer improbidade administrativa durante suposta fraude em licitações no Tribunal de Contas da União.

Negreiros foi preso pela Polícia Federal na Operação Sentinela, deflagrada em 2 de dezembro de 2004. Por isso, ele ficou encarcerado por sete dias em cela da Superintendência da PF, no Setor Policial Sul. Na ocasião, além de Negreiros, também o seu pai, o empresário Robério Negreiros, e outras oito pessoas foram presos.

O faturamento das empresas da família do deputado Robério Negreiros do PMDB cresceu mais de 1000% depois que ele se tornou deputado Distrital. Apenas com contratos firmados com o GDF suas empresas receberam mais de 103 milhões de reais do GDF nos últimos governos.

Interessante é que o voto do Relator é totalmente favorável à sua aprovação. Porque será?

Clique AQUI e veja o parecer do Deputado Robério Negreiros, Relator. file:///C:/Users/Windows/Downloads/PL-2011-00556-PAR-002-CSEG%20(1).pdf

Alguns questionamentos:

1- OS BOMBEIROS MILITARES, hoje existentes, já possuem quantitativo, qualificação, tempo de resposta e uma matriz operacional de excelência no DF (resume a distância mínima das unidades do CBMDF para cada cidade).

As normas de Segurança contra Incêndio e Pânico já existentes atendem perfeitamente e deixam a população, bens patrimoniais, e unidades de conservação.

2- Uso de Uniformes:

Já é contemplado em Norma do CBMDF.

3- População fixa e flutuante.

A carga de custos das empresas vão aumentar muitíssimo considerando a população fixa e flutuante, praticamente quase todo comércio vai ter um ou um grupo.

A quem interessa aumentar tantas contratações de segurança privada, tipo Brigadistas (Bombeiros CIVIS). A população é conhecedora de que tem alguns deputados distritais que possuem empresas de segurança.

3- Hoje o Servidor do Bombeiro tem nível superior e como é a formação do Bombeiro Civil?

4- Todas as escolas cursinhos e atividades de ensino terão obrigatoriamente que contratar esse Bombeiro Civil? Haja dinheiro para custear esse povo! Qual estudo se basearam para dimensionar isso? As normas já existentes já definem isso de maneira que deixa a população totalmente protegida. Nos digam alguém que morreu por falta de Brigadistas? Cite onde a nossa corporação BOMBEIRO MILITAR falhou?

5- Bombeiros CIVIS em parques ecológicos. Qual estudo chegou nesses números?????

6- Foi investido milhões em viaturas Americanas, Espanholas Francesas, Portuguesas e Alemãs, a corporação está em dia com todos os EPIs, os Impostos já pagaram por isso, porquê penalizar os empresários?

7- O tema aflige a Corporação toda e é visto como um engodo para atender interesses individuais, quiçá, escusos.

8- Fazer eventos vai ficar mais caro eles colocaram mais pessoas

9- Esse termo GRUPAMENTO DE BOMBEIRO CIVIL é uma ofensa e afronta para classe. É como se criassem um Batalhão de vigilantes (imagina isso) a formação não é nem de perto próxima em comparação com o pessoal da Polícia Militar.

10- Eles copiaram muita coisa da NT 007/2011 do CBMDF e depois alteraram os quantitativos.

A verdade é que com a aprovação desse projeto, que também foi criado no Paraná e Santa Catarina onde colocaram brigadista e Bombeiros Militares para trabalhar juntos. Naqueles Estados chegaram à conclusão com o passar dos tempos que sai mais barato pagar um Brigadista do que um Bombeiro.

O que queremos ou o que querem? Acabar com a gloriosa corporação dos Bombeiros Militares do DF e fazerem-na desacreditada pela sociedade? Pior, e por incrível que pareça, um deputado Bombeiro Militar concorda com isso, ao assinar a aprovação desse projeto.

O último a sair, apague as luzes!

Veja o Projeto clicando AQUI. file:///C:/Users/Windows/Downloads/PL-2011-00556-RDI%20(1).pdf

Quem assinou o apoio ao Projeto:

Roosevelt

Da redação

Por Poliglota…

10 COMENTÁRIOS

  1. Realmente deve ser interesse do empresariado, porque para o DF, os Bombeiros tem custo quase zero, por conta do Fundo Constitucional. seria bom acabar com o Corpo de Bombeiros, mas também haver o corte equivalente no repasse do governo federal para o Fundo Constitucional. ISSO SIM, É O CORRETO.

      • porque os bombeiros e contra se a propria comporaçao faz o credenciamento e formaçao,muitos brigadista tem nivel superior e outras formaçoes .os bombeiros nao estao atendendo chamado de emergencia clinica ta jogando pro samu faz vcs um teste ….o samu faz entrevista esse tempo e precioso pra salvar uma vida ,eles perdem tempo em uma emergencia desse tipo … nao ha nescessidade de entrevista tem que agir rapido em uma emergencia .os bombeiros militar que deveria atender pois sao otimos profissionais. samu perde tempo em entrevistas.

  2. A falta de conhecimento da atividade prevista em Lei que abrange a iniciativa privada, faz pessoas com interesses bem definidos, estabelecer conduta duvidosa…
    Em um breve estudo é fácil perceber que a iniciativa privada tem sua responsabilidade dentro do contexto econômico, inclusive, tem por obrigação manter a seguração dos seus clientes, tal atividade está visível nos Shopping e até no Aeroporto Internacional de Brasilia. No caso de brigadistas para o combate a incêndio florestal precisa de regulamentação de uma atividade já existente.
    O CBMDF tem uma missão maior, a missão de proteção social como um todo, formação específica e atuação em condições extremas. Qual o benefício de manter um Bombeiro Militar no Conjunto Nacional? quem trabalhou nestas condições sabe que melhoramos muito.
    Então, deixa a iniciativa privada crescer e gerar renda e segurança de qualidade…