Preço da gasolina chega a R$ 3,52 em postos de Brasília

1
2527

Os brasilienses que deixaram para abastecer os carros no fim de semana estão se beneficiando de uma nova rodada de queda nos preços da gasolina, ótima notícia nesses tempos de crise. Algumas redes de postos de combustível baixaram o valor do combustível para R$ 3,520 o litro na Asa Sul. Em Águas Claras, o custo chega até R$ 3,579. O segredo é aproveitar os passeios de sábado e os almoços em família no domingo para ficar atento às ofertas.

O preço da gasolina caiu nos últimos meses após a deflagração da Operação Dubai, em novembro de 2015, conduzida pela Polícia Federal, pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A investigação identificou indícios de cartel no mercado de combustíveis na capital federal, suspeitas confirmadas por meio de interceptações telefônicas realizadas pela PF.

Para o Cade, a rede Gasol, com 30% do mercado, era líder do esquema e orientava os reajustes de preço no DF. Uma intervenção foi decretada na empresa e, desde então, os preços têm caído. De março para cá, o recuo passa de 10%. Pelos cálculos do Cade, os brasilienses vinham pagando 20% acima do preço justo pela gasolina. Isso engordava os cofres das distribuidoras em pelo menos R$ 1 bilhão por ano.

Segundo o servidor público João Carlos Fagundes, 37 anos, a queda de preços da gasolina veio em boa hora, já que os demais produtos que fazem parte da cesta de consumo das famílias estão caros demais. “Temos que aproveitar todas as oportunidades para economizar. A situação está muito difícil”, afirmou. O vendedor Célio José Cruz, 41, não pensou duas vezes para encher o tanque. “Uso carro demais por causa do meu trabalho. Aproveito todas as oportunidades para comprar gasolina mais barata”, acrescentou.

Quem aproveitou o preço mais baixo da gasolina foi a aposentada Stela Lima, 58 anos, que abasteceu o tanque do carro ainda neste sábado (18). “Próximo de onde moro, o custo pelo litro está R$ 3,59. Na atual conjuntura, são R$ 0,07 centavos que podem fazer muita diferença ao fim do mês”, avaliou. Ela calcula que, com a mudança de preços, conseguirá economizar R$ 100 em relação aos gastos com combustível em maio.

Procurada, a Cascol Combustíveis informa não comenta preços. Mas, reforça que assinou com o MPDFT um acordo, que fixa por seis meses como margem de comercialização o percentual de 15.87% sob a gasolina comum. Trata-se de execução provisória proferida pela 3° Vara Cível de Brasília.

Fonte: CB foto internet

1 COMENTÁRIO