Fraga: Direitos assegurados

9
3796

Deputado Alberto Fraga assegura direitos para os militares estaduais no projeto que trata da renegociação da dívida dos estados com a União

IMG-20160802-WA0238

O deputado Alberto Fraga (DF) conseguiu assegurar uma série de direitos para os militares estaduais, medidas incluídas no Projeto de Lei Complementar (PLP) 257, da renegociação das dívidas dos estados com a União.

O deputado Alberto Fraga (DF) conseguiu assegurar uma série de direitos para os militares estaduais, medidas incluídas no Projeto de Lei Complementar (PLP) 257, da renegociação das dívidas dos estados com a União. As conversas que as garantiram foram realizadas ontem (01/08) com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles e representantes da bancada ligada aos militares.

A principal delas, segundo Fraga, foi a transformação das licenças especiais em pecúnia. Ao longo da carreira, os militares têm direito a licenças, que, se não forem gozadas durante o período de trabalho, podem ser acumuladas e retiradas em dinheiro, direito que será mantido.

O deputado discursou sobre o PLP 257 e lembrou que, enquanto os servidores em geral têm direito a cerca de 60 direitos trabalhistas, os militares têm direto a apenas seis. Fraga também cita a manutenção dos concursos públicos para recomposição dos quadros no caso de deslocamento de policiais para a reserva.

Entre as mudanças feitas no texto que deve ser apreciado hoje pela Câmara está a desconsideração, na apuração do limite de despesas com pessoal, daquelas feitas para substituir militares que foram para a reserva.

Também ficou assegurado o “posto imediato”, adicional pago quando o militar vai para inatividade, sendo referente ao valor do posto superior ao ocupado originalmente pelo militar.

Fonte: Ascom Dep Alberto Fraga

 

9 COMENTÁRIOS

  1. Espetando alguma manifestação dos ” nossos representantes”, Poliglota se não sentar agora e já fechar algo não vamos receber nenhuma proposta. Precisamos da manifestação urgente do Deputado Fraga, só o silêncio não vai ajudar. A PC se mobiliza e resolve, nos ouvimos promessas e nada.

  2. Boa tarde amigo poliglota,por favor me tire uma duvida vejo que ficou mantida,o posto acima quando o militar passar para a reserva,nesta situação nós aqui da PM DF fomos incluídos a partir de agora,pois isto já não se aplicava mais em nosso amada PMDF. desde já eu agradeço,.

    Um abraço

  3. Policiais civis aprovam greve de 48 horas a partir desta quinta-feira
    Publicado em 03/08/2016 – 17:59 Helena MaderCB.Poder
    Às vésperas do início das Olimpíadas, os policiais civis do Distrito Federal aprovaram uma paralisação geral de 48 horas a partir das 8h desta quinta-feira. Reunida em assembleia, a categoria rejeitou a proposta de reajuste apresentada pelo governo, que previa 7% de aumento em 2017, 10% em 2018 e mais 10% a partir de 2019. Os policiais civis cobram a isonomia salarial com a Polícia Federal, que teve aumento de 37% aprovado. A categoria aprovou ainda a entrega dos cargos de chefia e decidiu fazer uma manifestação nesta quinta no estádio Mané Garrincha, durante o jogo do Brasil.

  4. Policiais civis aprovam greve de 48 horas a partir desta quinta-feira
    Publicado em 03/08/2016 – 17:59 Helena MaderCB.Poder
    Às vésperas do início das Olimpíadas, os policiais civis do Distrito Federal aprovaram uma paralisação geral de 48 horas a partir das 8h desta quinta-feira. Reunida em assembleia, a categoria rejeitou a proposta de reajuste apresentada pelo governo, que previa 7% de aumento em 2017, 10% em 2018 e mais 10% a partir de 2019. Os policiais civis cobram a isonomia salarial com a Polícia Federal, que teve aumento de 37% aprovado. A categoria aprovou ainda a entrega dos cargos de chefia e decidiu fazer uma manifestação nesta quinta no estádio Mané Garrincha, durante o jogo do Brasil.

    NÓS PMDF VAMOS PARAR UM DIA SE NÃO DER OS MESMOS PERCENTUAIS GOVERNADOR E OPERAÇÃO TARTARUGA ATÉ SAIR NO CONTRA CHEQUE.