Federalização da Segurança Pública: Proposta do Dep Laerte Bessa

4
2408

Laerte Bessa leva proposta de federalização da segurança ao presidente

Uma das consequências seria a escolha dos comandantes das forças de segurança pela presidência da República

O deputado Laerte Bessa (PR-DF) está numa cruzada para convencer o presidente em exercício Michel Temer a propor o debate da federalização da segurança pública do DF. Na prática, significa entregar ao Ministério da Justiça a gestão dos recursos do setor e a política de combate à criminalidade. Tudo ficaria a cargo da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). A verba do Fundo Constitucional destinada à segurança seria separada das referentes à educação e saúde. Os detalhes teriam de ser definidos em lei. O tema é bem polêmico. Encontra adeptos e opiniões contrárias.

Uma das consequências seria a escolha dos comandantes das forças de segurança pela Presidência da República, sem vinculação com o governo do DF, como ocorre com o chefe do Ministério Público do DF. “Estou convencido que este modelo seria muito positivo para o DF”, diz Bessa.

Assessor do presidente Michel Temer, Tadeu Filippelli é cauteloso com o tema. Diz que é possível abrir o debate, mas não como solução num momento de crise pela campanha salarial da Polícia Civil.

POR HELENA MADER – CB.PODER

4 COMENTÁRIOS

  1. A PCDF , se “federalizar” irá para o Ministério da Justiça é Carreira de Estado Do Executivo Federal-(NS)! A PMDF porém, se quiser “federalizar-se” pode ir pra o Ministério da Defesa.

    Só tem um detalhe: Almirante, General e Brigadeiro não vai querer ganhar menos que um Coronel da PM, força auxiliar das forças afamadas.

     Então A PCDF  deve ir para o Ministério da Justiça o mais rápido possível!

    Tem mais: Ciclo Completo para PMDF é uma questão de tempo.

     Ocorrerá mais cedo ou mais tarde. É uma exigência da ONU.

    Mas a *DESMILITARIZAÇÃO* também!

    Ambas as instituições não poderão fugir a estas questões
    Não é begando a existência do monstro que ele deixará de existir
    . Ass. Sérgio

  2. Ministério da Defesa?!
    Acho que há incongruência em sua afirmação, Sérgio.
    Já que o mandamento constitucional que vincula as FFAA não abre brechas para orgão de Segurança Pública. Ao passo que a PCDF já esteve historicamente vinculada à sua congênere federal, vide o que prevê a lei 4.878/65.
    Fabrício

DEIXE UMA RESPOSTA