Governador Rollemberg envia Minuta de MP sobre promoções na PM e BM

16
4020
Foto internet divulgação - Atualização

O site oficial do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal emitiu uma nota informando que o Governador Rollemberg havia enviado uma proposta de Medida Provisória em que altera o processo de promoções dentro da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros para os Oficiais dos Quadros de Administração, Especialistas e Músicos.

O que diz a nota: (Grifo nosso)

“Atendendo ao anseio da Polícia Militar do Distrito Federal e do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, o Governador do Distrito Federal encaminhou a proposta de medida provisória alterando o processo de promoção.

Amplamente discutida desde o advento da comissão de reestruturação das carreiras, com representações de oficiais e praças das corporações, a proposta modifica, apenas, e de forma isonômica, os critérios de antiguidade e merecimento, estabelecendo 50% das vagas para cada uma das formas de ascensão profissional.

Com a aprovação da medida provisória proposta, será possível colher os benefícios de ambos os sistemas, motivando tanto aqueles militares mais antigos a permanecerem na ativa e a continuarem a progredir na carreira, quanto incentivar o preparo intelectual contínuo daqueles que pretendem concorrer às vagas abertas nos citados quadros, além de oxigenar e permitir uma melhor fluidez das carreiras”.

Fonte: https://www.cbm.df.gov.br/3247-reestruturacao-da-carreira-de-oficial-quadros-administrativo-especialistas-e-musicos

16 COMENTÁRIOS

  1. Volto a bater na mesma tecla: a Polícia Militar do Distrito Federal passou muito tempo com seus Policiais Militares parados nas graduações pois as promoções lá em cima, de Subtenentes para Oficiais Administrativos, sempre foram a conta-gotas. Pois bem, a tropa envelheceu parada nas graduações e com isso deixar o limitador de idade em 51 incompletos é uma aberração. Vamos ter que trabalhar com a reforma da previdência mais 5 anos e podemos ficar até os 59 na graduação. Isso teria que mudar. Não podemos ficar estagnados sem progressão pois isso contraria até mesmo à Lei que diz: a progressão funcional só se encerra quando da passagem para a reserva remunerada. Poliglota, o que fazer a respeito?

  2. Boa Tarde..
    O problema é que aqui só se pensa ” no meu primeiro”, desde quando entrei aqui observo isto ( na época que entrei ainda podia fazer prova interna, porém fomos barrados ( aquela velha estória o NOVIM, vai dar cangancha no ANTIGO). Ai veio o advento da 12086, porque não colocaram as promoções INDEPENDENTE DE VAGAS ( ora se somos copias das FAA? lá as promoções são regulares “Deu o TEMPO” Promova-se). Mas aqui já ouvi o absurdo de um ANTIGO falar que não poderia ter, pois não poderia haver dois Sargento dentro de uma VTR.
    Essa MP, ao meu ver e uma forma Justa ( sem falar que o Antigão terá duas oportunidade de acender ao oficialato). Mas o que resolve o problema e as Promoções Independente de vagas, qualquer outro coisa e apenas paliativo.

    • CMS, penso que essa MP acalma a tropa pois o antigão terá 02 oportunidades: fazer a prova ou aguardar a antiguidade chegar naturalmente. Os que farão o concurso também terão 02 oportunidades: fazer a prova ou esperar a antiguidade chegar. PORÉM, há uma armadilha nisso tudo: a idade limite de 51 anos incompletos. Para quem esperar por antiguidade corre o risco grande de ser impedido pela idade. Resolvendo isso, resolve tudo.

  3. já estamos com as promoções atrasadas quantos anos? isso que o governador lançou e com essa MP vai ser paliativo isso é fato, e travará assim como foi feito pela Lei 12086/09. agora porque tem um grupo querendo que se tire a idade limite e outro não, então, primeiro temos que resolver os problemas internos, depois os externos.

  4. Espero que não dêem aumento para PCDF e PMDF só promoção ,aí vamos pra praca virar o cão chupando manga e radicalizar geral, promoção e um direito que os balconistas também tem fica o aviso…

    Tartaruga vai ressuscitar.

  5. Com o limite de 51 anos, os mais antigos de idade e tempo de serviço continuarão injustiçados… Poderiam sugerir que se retirasse este limitador e, por consequência impusessem na lei que, ao fim do tempo de serviço e, sendo promovido ao quadro de QOA, o policial fosse obrigado a “vazar”. Assim, ninguém ficaria segurando vagas querendo promoção para 1º ten, cap e maj… Com uma boa política de valorização e recomposição salarial estabelecida em lei e a criação de uma carreira contínua e fluída, “aposentar-se” como 2º ten ou no MÁXIMO 1º ten, estaria de bom tamanho para todos. Ou alguém aqui acredita que TODOS os PMDF’s seriam promovidos a Cap ou MAj??? O governo NUNCA PERMITIRIA isto em lei!!! Alegaria falta de “caixa”!!! Creio que assim, ficaria bom para todos. Quem quisesse promoção para Cap ou MAj, que tentasse o CFO e pronto!!! Resolveria o problema do limite de idade e dos mais antigos ficarem “segurando” vagas, além de dar fluidez à possível carreira, e não cair na armadilha de correr o risco do governo “barrar” alegando não haver verba suficiente. Sem contar que, os oficiais de academia nos deixariam em paz, pois, não concordam com os postos de Cap e MAj para o quadro administrativo. É só uma idéia… Óbvio que haverá quem não concorda, mas respeito os contrários… Devem ter idéias bem melhores que esta, mas, a exemplo da minha, como pô-las em pautas políticas para votação no Congresso Nacional, sem apoio do governo local e, quiçá, federal??? Mistério…. No mínimo, deveríamos ter uma lei IGUAL À DOS BOMBEIROS. Fui.

  6. Pessoal, todos nós temos que brigar pela retirada do limitador de idade e vou explicar o porquê:

    Hoje nós temos 110 vagas para 2º Tenente Administrativo.
    Se fosse nos moldes da minuta (embora ninguém tenha visto a mesma) ficaria assim:

    55 na caneta e 55 na antiguidade.

    Em um próximo Choaem não teríamos mais 110 vagas e sim 55, isso se todos os que assumiram por antiguidade tiverem ido embora pois os 55 na caneta (deduzindo que serão novinhos com tempo ainda) ficarão por mais 04 anos na vaga.

    Em um próximo Choaem, só teremos a metade do quadro para ser disputado metade na caneta e metade na antiguidade. Isso se todos que foram por antiguidade tiverem ido embora.

    OU SEJA,

    Por quatro anos, teremos somente as vagas dos que foram por antiguidade dividida por dois (caneta e antiguidade). Isso se todos que foram por antiguidade tiverem ido embora.

    OUTRA COISA:

    Não podemos reverter a idade. Quando completarmos 51 já estaremos fora. Superior a gente faz em no máximo dois anos.

    OU SEJA,
    Aquele que tiver sido impedido por não ter o superior, poderá fazer o superior e não sairá do quadro, travando-o.

    NÃO VAMOS TER O QUADRO COMPLETO (132) vagas à disposição.
    TEREMOS SIM, POR QUATRO ANOS NO MÍNIMO, O QUE RESTAR DA ANTIGUIDADE SEMPRE DIVIDIDO POR DOIS. SE A ANTIGUIDADE PASSAR A ATINGIR O NOVINHO TAMBÉM, A COISA PIORA POIS FICARÃO LÁ POR MAIS TEMPO POIS NÃO TERÃO TEMPO PARA IREM EMBORA.

    AÍ PASSAREMOS A DISPUTAR MÍSERAS VAGAS, 10 A 20, NA CANETA E NA ANTIGUIDADE.

    PENSEM NISSO GALERA. VAMOS TODOS BRIGAR PELA QUEBRA DA IDADE.

    • Boa Tarde..

      Só vejo esse “limitador” de idade como empecilho, se houver mudanças em nossa Previdência. Ai sim terá que ser reformulada TODO o nosso arcabouço jurídico.(Lei de vencimentos, promoções, direitos ao passa para a RR, dentre outros… ).
      Creio que com 51 anos a maioria dos PMs já estarão na RR (pelos meus cálculos se nada mudar irei com 50), creio que a maioria dos PMs que entram com a idade mais avançada trás tempos de serviço (FAA, PM ou INSS), o qual são averbados ( meu caso).
      Agora como expus acima se formos afetados com a reforma da Previdência, aí é outra estória.

  7. Concordo plenamente com o carlos , e digo que não tenho e não vou atingir os 51 anos quando chegar a um possível oficialato logo não estou visando o umbigo…tenho certeza que quem mais defende esta reformulação nos moldes que ai esta são os peixes e não se enganem há muitos só na espera. E pra quem quem pensa que certas coisas não acontecem , afirmo que já aconteceu e tende a acontecer novamente. QUEM NÃO CONCORDA É ENTRAR EM CONTATO COM OS POLÍTICOS QUE NOS REPRESENTA E EXPOR……Uma pergunta que não cala é o porque de não haver uma votação via matricula para que saber o que o praça verdadeiramente pensa e se o caso se opte pela pela meritocracia que ela comece na base do Cb para o SGT e assim por diante até chegar ao oficialato ….

  8. Essa MP é uma vergonha, pois há algo obscuro, quem beneficiária esse modelo?
    Meu ponto de vista começa com uma pergunta nós não vamos concorrer com cabaritos, segundo não aparecerá novamente polícias super inteligente, só tiram 10.
    Por esses e outros motivos defendo antiguidade, se quer sair Oficial na frente do antigo, CFO está aí todo ano. Simples assim.

  9. Concordo não. Pois a era dos peixes ( época das medalhinhas para promoção) já passou. Hoje o Policial nem de longe e aquele que levava barriga e ficava por isso mesmo. Se a MP fala em antiguidade e meritocracia ( fala pois ninguém viu???).
    Como o colega expôs acima também, pelo tempo que me falta ( se não houver mudanças na previdência ) E se as promoções fosse independente de vagas chegaria a 2sgt e com muita sorte a 1sgt.( pois completaria os 30 anos de serviço com a idade de 50 anos). Agora o que não entendo e querer passar para 55 anos ( o cara vai passar da ativa para RR dentro de um caixão?). Mas e apenas a minha opinião: Existe vida apos a PM…

  10. Não sou contra a promoção por merecimento (prova)! Como é a situação de hoje? Prova? Sim! Mas porque nunca teve um concurso? Porque a Corporação alega que a situação está sendo tratada do STF (é só lembrar que os Bombeiros voltaram atrás no concurso para o quadro de “especialista” deles).
    Portanto, minha análise é a seguinte: se ficar a situação de “meio a meio” (antiguidade e merecimento), ninguém será promovido (por nenhuma das formas – isonomia!) enquanto não desenrolar esta questão no STF (sabe se lá quando!). Por isto, penso que o critério puramente antiguidade é o único que possa dar fluidez ao quadro e manter as promoções do quadro de oficiais especialistas. Será que os “autores da propostas”, seja lá de qual órgão (Casa Militar, assessoria do GDF, PMDF, CMBDF) não estão colocando algo que não irá ter efeito prático nenhum???
    Não duvido nada!

DEIXE UMA RESPOSTA