Beltrame na SEP em Brasília? Só pode ser mais um devaneio de Rollemberg

2
1091

Brasília está tão carente assim que não tem condições de agregar um único nome conhecedor da segurança pública da capital?

A notícia divulgada pelo Jornal O Glodo, dando conta de que o Ex-secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame havia sido convidado para assumir a Secretaria de Segurança Pública e Paz Social do DF causou burburinhos nos corredores de alguns órgãos da capital.

Beltrame foi o secretário de segurança que mais tempo passou no cargo em todo país. Ao todo, foram 9 anos e nove meses, onde nesse período foi o mentor da criação das UPPs (Unidade de Polícia Pacificadora) no Rio de Janeiro.

Ele pediu exoneração no último dia 11 e desde o ano passado sua permanência era vista como insustentável, após ser denunciado por improbidade administrativa e superfaturamento de contratos no escândalo dos contratos de manutenção das viaturas da Polícia Militar. O anúncio da saída de Beltrame se deu um dia após um intenso tiroteio na comunidade Pavão-Pavãozinho, em Copacabana, que se estendeu desde a manhã do dia 09 de outubro até o final da tarde da segunda-feira (10).

Em Brasília as relações do governador com as instituições de segurança não estão nada boas e isso pode ter sido um pretexto para que o convite a Beltrame fosse feito. Os delegados e agentes de polícia estão em pé de guerra com o governador por conta do reajuste salarial de 37% concedido à Polícia Federal e no qual a Polícia Civil ficou de fora, distanciando a paridade que tem sido uma constância nos últimos governos.

A importação de um delegado da polícia federal para ocupar o cargo em detrimento das “pratas da casa” (Delegados e Coronéis PM e BM), pode ser encarado como um desprestígio a nomes que verdadeiramente conhecem a capital federal e um tapa de luva do governador nos insurgentes de grupos reivindicatórios. Além disso, será que Brasília não tem um único nome capaz de ocupar o cargo e transformar a secretaria na tentativa de conter a criminalidade?

Atualmente a pasta é comandada por Márcia Alencar, uma imigrante que ocupava a Subsecretaria de Segurança Cidadã de Pernambuco e muito ligada ao ex-candidato à Presidência e morto num acidente aéreo em 2014, Eduardo Campos. A secretária já se envolveu em duas situações vexatórias quando divulgações da mídia deram conta da utilização de viaturas oficiais para levar os filhos dela à escola e o passeio de helicóptero com um de seus filhos antes dos jogos olímpicos em junho passado.

A notícia não foi confirmada pelo Governo do Distrito Federal até o fechamento dessa edição, mas esperamos que o governador não cometa mais essa besteira na sua gestão.

Da redação,

Por Poliglota…

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA