Aberta sindicância contra servidora da Secretaria de Segurança envolvida nas invasões da UNB

1
1483

A Subsecretária de Segurança Cidadã, JOANA D’ARC ALVES BARBOSA VAZ DE MELLO, da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Paz Social do Distrito Federal, cuja titular é MÁRCIA ALENCAR, determinou a abertura de processo de sindicância para apurar as denúncias contra a servidora THAYNARA MELO RODRIGUES, que ocupa um Cargo de Natureza Especial, símbolo CNE 06, como uma das Coordenadoras de Articulação Institucional, responsável pela implantação dos Comitês de Paz nas Escolas, com um salário de cerca de R$ 5.855,82 fora o vale alimentação que é pago pelo GDF no valor de R$ 394,50.

Publicação: DODF nº 216 de 17/11, Seção II pag 63
Publicação: DODF nº 216 de 17/11, Seção II pag 63

A motivação para a abertura da sindicância e consequente apuração, foi o fato da servidora, que segundo postagens dela em sua rede social do facebook diz também ser estudante, também ter ajudado na ocupação nas escolas públicas. Porém, segundo a própria SSP, é uma das funções dela “prevenir conflitos no ambiente estudantil e promover a interlocução entre alunos, direção de escolas e órgãos públicos”. Portanto, Invadir ou incitar invasão de escolas não consta nas suas atribuições.

Cabe ressaltar que essas mesmas ocupações impediram a realização de prova do Enem em algumas instituições. Apesar do “conflito de interesses”, Thaynara não esconde nem que trabalha no governo, muito menos que está nas ocupações. Posta tudo em suas redes sociais, sobretudo dos atos na UnB. A servidora também integra a Juventude do PSB, mesmo partido do governador Rodrigo Rollemberg.

Da redação com informações do GuardianDF

1 COMENTÁRIO