Câmara abre processo contra Laerte Bessa por ofensas a Rollemberg

1
1093
ANTÔNIO CRUZ/AGÊNCIA BRASIL

Procedimento foi instaurado no Conselho de Ética nesta quarta-feira (23/11), após representação do PSB

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados abriu processo contra o deputado federal Laerte Bessa (PR-DF) nesta quarta-feira (23/11). O colegiado vai apurar se o parlamentar quebrou o decoro ao chamar o governador do DF, Rodrigo Rollemberg, de “safado”, “bandido”, “maconheiro”, “frouxo” e “cagão”, durante discurso no plenário da Casa.

MAIS SOBRE O ASSUNTO

PSB vai protocolar pedido de cassação contra Laerte Bessa

PSB protocola representação na Câmara e pede cassação de Laerte Bessa

Rollemberg aciona o STF contra Laerte Bessa após ser xingado

Rollemberg barra Laerte Bessa, que reage aos berros de “maconheiro”

O procedimento é fruto de uma representação apresentada pelo partido de Rollemberg, o PSB, que pede a cassação do deputado. Um sorteio definiu três possíveis relatores para o processo: os deputados Alberto Filho (PMDB-MA), Carlos Marum (PMDB-MS) e Marcelo Aro (PHS-MG).

As críticas do deputado ao governador foram feitas em discurso no dia 17 de outubro. Na ocasião, Rollemberg havia proibido o parlamentar de participar de reunião com policiais civis da capital federal, que reivindicam reajuste salarial e estão em Operação Legalidade desde o dia 4 de julho.

O Metrópoles tentou entrar em contato com Laerte Bessa mas, até a última atualização desta matéria, o deputado não havia atendido as ligações.

Arquivamento
Apesar da abertura de um novo processo, Laerte Bessa conseguiu uma vitória no Conselho de Ética nesta quarta-feira (23). Por oito votos a quatro, a comissão decidiu arquivar um processo movido pelo PT, que acusava o deputado de proferir ofensas contra o ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, também no plenário da Câmara.

Fonte: Metropoles.com

1 COMENTÁRIO