A Segurança Pública no Brasil é dirigida por um bando de incompetentes!

0
1785

Está em curso no Rio de Janeiro, patrocinado pela Justiça Militar/Governo Pezão, um caça às bruxas, uma busca pelos “responsáveis” pelo suposto Motim na PM, que o Governo e seus meios de comunicação passaram o tempo todo dizendo que não havia, que o policiamento estava normal, que o Movimento de mulheres/familiares nas portas dos quartéis não tinha produzido nenhum problema.

Realmente o movimento das esposas no Rio foi muito parcial, pois ao contrário de outros Estados, aqui contou com o “vigor” violento da maioria dos oficiais e com o medo e submissão da tropa em sua grande maioria. A verdade é que a PM do Rio está “entranhada” em uma rede de corrupção, omissão, medo, punições arbitrárias, pressões, ameaças, desmandos e tudo muito bem “protegido” por um Regulamento Disciplinar concebido durante a Ditadura e hoje sob medida para usar homens, trabalhadores, pais de família a encobrir “negócios nada republicanos”.

A verdade é que não há SEGURANÇA PÚBLICA, nossa população não está atendida pelas polícias que temos, não é possível fazer isto com o número do efetivo de homens disponíveis, com equipamentos quebrados e obsoletos, viaturas-sucata, armas de brinquedo, treinamento zero, salários ridículos e uma POLÍTICA DE SEGURANÇA que transforma policiais em INIMIGOS da população que deveriam defender. Sim, pois não temos uma Polícia para prender bandidos, temos uma Polícia “adestrada” para conter revoltas populares, parar lutas, manifestações, greves, reprimir aqueles que podem ameaçar o status quo existente.

Alguns dirão ser um absurdo, que nossos guerreiros estão no meio de uma guerra Civil, que dão a vida combatendo o tráfico de drogas e outros marginais. Sim, do ponto de vista dos PMs trabalhadores isto também é assim,  mas todos sabem e todos comentam, como o Sargento Galvão que foi morto no Jacarezinho nesta última semana, que isto é uma grande armação,  que essa guerra é produzida, que por trás desse traficante está na verdade os “grandes Senhores da Zona Sul do Rio de Janeiro “, os nobres que tem acesso aos mais elevados postos governamentais;  todos sabem dos “arregos” direto do tráfico para as altas cúpulas dos Comandos de diversos Batalhões, todos sabem que sem o Regulamento Draconiano e uma Polícia Desmilitarizada esse perverso “sistema” ruirá. Por isso tão vital manter todo mundo de cabeça baixa e ameaçado – proteção de negócios sujos, só isso, expõem nossos maridos e Familiares a morte todos os dias, produzem uma política de Segurança que além dos marginais, mata todos os dias milhares de pessoas pobres e inocentes dentro das favelas e bairros pobres do Rio, APENAS PARA GARANTIR A REALIZAÇÃO DE NEGÓCIOS SUJOS.

Nesse quadro, não há SEGURANÇA no Rio, apenas “sensação” de Segurança, produzida pelo Consórcio de interesses formado pelo Governo/ Cúpula das Polícias/ Mídia (regiamente paga para isto) /”Empresariado”.

Neste contexto está a tentativa de criminalização de alguns policiais e esposas como “coordenadores” do movimento de familiares. Sob está lógica o “alto comando” fecha os olhos para o que de real aconteceu e vem acontecendo e tenta arrumar bodes expiatórios para o que aconteceu no Rio.

Mas é o que aconteceu no ES? No Pará, em GO, MG, RN? E o que está acontecendo agora em PE, com a PM se recusando a trabalhar extra e deixando de trabalhar LEGALMENTE no Carnaval? Isto é culpa do meu marido, dos da Silva da PM é esposas do Rio? De supostos infiltrados de partidos de esquerda ou direita ou é fruto da falência dessa “concepção ” de Segurança Pública que é nacional e faz vitimas no Brasil inteiro?

Desde o movimento de Bombeiros em 2012 foi aberta uma “energia” nas forças de segurança auxiliares, com poder espetacular de contaminação das Forças Militares,  que está gestando “um monstro” contrário a estes interesses escusos, esse “ente”, essa “energia”, esse inconsciente coletivo está solto, fazendo suas experiências, aprendendo com seus erros e acertos, moldando sua cara e mais cedo ou mais tarde vai explodir,  vai soltar toda sua força por sobre essa grande rede de opressão que a anos a segura. Lembram de junho/Julho de 2013? Lembram das hordas massivas de pessoas na rua? Sem controle? E esses nem tinham armas nas mãos! O Planalto em pânico? O Congresso pedindo perdão e oferecendo leis? Os Bispos de olhos vermelhos???

A criminalização dos descontentes, policiais, esposas, familiares e mesmo quem só apoia é Lenha nessa fogueira, só retrata a tacanhez de quem está a tantos anos se dando bem neste “negócio”, que não presta atenção no vento subindo a ladeira.

É tempo de NEGOCIAÇÃO, de CONCESSÕES, de MEDIAÇÃO ou de PERDER OS DEDOS.

Não confiem na “normalidade” vendida pelos relatórios de Vossos Especialistas, não achem que desconstruir, caluniar e prender supostas lideranças é suficiente para parar está “ENERGIA”, ela está vindo, é real, é poderosa, é avassaladora e quando chegar, TUDO QUE É SÓLIDO SE DESMANCHARÁ PELO AR.

Eu, humildemente, com toda minha impotência, pretendo assistir do quintal de minha casa.

Esposa de policial do Rio de Janeiro