Que polícia você quer? A Polícia do POVO ou a Polícia da MÍDIA?

1
2414

É impressionante como a mídia, com raríssimas exceções, adora bater nas Polícias como se elas fossem uma verdadeira “Geni”. Já diz um velho ditado no meio jornalístico e até hoje pregado por uma imprensa parcial e paga com grandes e vultuosas verbas publicitárias: “Não tem notícia, bate na Polícia!”.

A mais recente, publicada num jornal que foi um dos grandes e de maior credibilidade e circulação no DF, o Correio Braziliense, diz respeito a aquisição pela Polícia Militar do Distrito Federal de 290 veículos, todos da marca Toyota, para reforçar e renovar sua frota a partir de abril.

Apesar da matéria fazer referência de que os carros, considerados de luxo por “agentes de segurança pública”, na verdade são meros concorrentes comparados aos veículos utilizados pela maioria das polícias mundiais. Talvez esses “Agentes de Segurança Pública” sejam aqueles que jamais sentaram num banco de uma Veraneio, um Jippe, uma Rural, um Opala, um Fusquinha ou até mesmo um Fiat Uno, que serviram muito bem à instituição e a sociedade antes de Fernando Collor abrir o mercado brasileiro para empresas internacionais e acabar com as nossas “carroças”.

Talvez esses “Agentes de Segurança Pública” sejam os mesmos que estão vociferando nas redes sociais e na mídia comprada a incompetência de suas gestões fracassadas e com ciúmes do investimento moderno que a Polícia Militar esteja fazendo em prol da sociedade, como também de seus valorosos policiais militares que estão no dia-a-dia preocupados, exclusivamente, em oferecer um bom serviço à população.

Me estranha o fato de determinados jornalistas, muitos que mal conhecem seu próprio trabalho, aventurarem-se a dar vazão sobre segurança pública a quem pouco conhece de segurança pública. Onde estão os nomes desses “Agentes de Segurança Pública” que contestaram as aquisições? Ora, temos centenas de milhares de agentes de segurança pública espalhados por Brasília, basta sentar 10 minutos com qualquer policial militar ou civil, ativo ou inativo, e eles darão uma aula sobre o tema. De “Ispicialistas” (escrito assim mesmo) estamos cheios.

Carros de luxo?

As 290 viaturas adquiridas, modelos Corolla XEI, Hilux e Etios, estão dentro dos padrões normais de policiamento diante da crise econômica e principalmente da falta de interesse do governo em investir em segurança pública. Deve-se levar em conta que os custos dos veículos incluem toda a necessidade de adaptação à uma viatura policial como identificação visual, sirenes, luzes de emergência e um moderno sistema de comunicação.

As críticas aos preços não passam de especulações de quem realmente nada sabe de segurança pública. Não se adquire um veículo para transformá-lo em viatura policial pelo simples fato de alguém achá-lo bonito. Estudos são elaborados sobre todos os pontos necessários à efetiva utilização da viatura policial na atividade fim. A sociedade não está interessada em saber se a viatura é uma Ferrari F430 ou um Gol 1000! Ela quer ser atendida na hora de sua necessidade.

Faça você, cidadão comum, um comparativo: Vá a uma concessionária, adquira um veículo qualquer e coloque nele todos os acessórios necessários ao seu conforto e equipamentos de segurança tais como: Rodas de Liga Leve, Alarme anti-furto, Equipamento de som, Air bag, Rastreador, Barras de proteção laterais e etc e verifique se ele terá o mesmo custo de aquisição como apresentado na sua originalidade. Simples assim.

Porque não citaram o leilão das viaturas velhas e sucateadas?

Voltando ao velho ditado “Não tem notícia, bate na Polícia!”, porque a imprensa e os “Agentes de Segurança Pública” não divulgaram e deram o devido destaque ao Leilão que será realizado no dia 13 de março de 2017 (segunda-feira), a partir das 9h30, no Salão Comunitário do Núcleo Bandeirante? Evidente que se umas viaturas irão sair, outras deverão ocupar o seu lugar, ou o cidadão se conformará em não ser atendido em suas necessidades por falta de viaturas? Ou porque “ispicialistas” acharam que as adquiridas não eram apropriadas?

Todos os 242 lotes (compostos de 119 carros, 117 motos e um micro-ônibus) encontram-se no Setor de Áreas Isoladas (SAISO) quadra 03, Setor Policial Sul – Interior do Batalhão de Choque da PMDF – Asa Sul, Brasília – DF. O período de visitação será do dia 06 de março de 2017 ao dia 10 de março de 2017, de segunda a sexta-feira, em dias úteis, das 9h às 12h e das 13h às 17h. No dia do Leilão não haverá exposição/visitação dos bens.

O edital 001/2017 está publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF n.º 037 de 21 de fevereiro de 2017, página 36).

Acesse: http://www.buriti.df.gov.br/ftp/diariooficial/2017/02_Fevereiro/DODF%20037%2021-02-2017/DODF%20037%2021-02-2017%20INTEGRA.pdf

Para encerrar, publicamos abaixo alguns modelos de “viaturas de luxo” utilizados nos diversos países europeus e americanos e deixamos para a sociedade o questionamento: “Que polícia você quer? A Polícia do POVO ou a Polícia da MÍDIA?”

Da redação…

Por Poliglota…

VIATURAS POLICIAIS UTILIZADAS NO MUNDO

INTERCEPTOR - Políca Americana

Ford Interceptor: Polícia Americana – o carro da polícia americana é um Ford Taurus: motor V6 3.5 EcoBoost, com duplo turbo e injeção direta, tem 370 cv de potência e torque de 48 kgfm

LAMBORGINI - ITÁLIA

Lamborghini Gallardo: Este carro é usado para patrulhar as ruas de Roma, na Itália.

JAGUAR XF - INGLATERRA

Jaguar XF (Inglaterra)

PORSHE 911 - ALEMANHA

Porsche 911 Carrera S: A polícia alemã conta com esse Porsche, que chega a até 300 km por hora.

C8 SPYDER - HOLANDA

C8 Spyder: Com mais de 600 cavalos, o C8 é usado pela polícia holandesa.

CAMARO DUBAI

Camaro: Este Chevrolet Camaro é um dos carros mais “básicos” da polícia de Dubai.

1 COMENTÁRIO