Policiais Militares insatisfeitos cobram promoções ao GDF e Comando da corporação

5
3408
Faixas com cobranças ao GDF estão sendo espalhadas pelo DF

A falta de progressão funcional de milhares de policiais militares parece que fez com que a paciência se esgotasse de vez com o comando da corporação e o governador Rollemberg.

Policiais cobram do Governador e do Cmt Geral a redução dos interstícios para as promoções

Com uma campanha de cobrança protagonizada por faixas espalhadas por Brasília, a começar pelo Palácio do Buriti, os policiais militares cobram do GDF e Comando da PM a redução dos interstícios para as promoções do próximo dia 22 de abril.

A três dias das promoções, tudo é uma incógnita. Uma reunião essa semana com o vice-governador Renato Santana, que substitui Rollemberg em viagem à Espanha, as conversas não foram nada animadoras, deixando as Praças, classe de maior número, completamente frustrados, já que segundo o vice-governador não há disposição de atendimento ao pleito.

Essa classe, em geral, necessita desse ato, principalmente os sargentos que não foram promovidos em dezembro do ano passado por falta de um curso específico da carreira. Segundo reclamam os policiais, o Corpo de Bombeiros tem militares promovidos à sargento com 5 anos de serviço, enquanto na Polícia Militar existem com mais de 15 anos de caserna e que receberam apenas uma promoção até hoje.

“Não podemos aceitar mais essa humilhação. Na Polícia Civil os seus servidores atingem o teto da carreira com 13 anos. Aqui temos 3ºs sargentos indo para a reserva e muito poucos alcançam a graduação de subtenente”, disse um policial que pediu para não ser identificado por medo de represálias. “Exigimos respeito, afinal, 15 anos não são 15 dias”, afirmou outro policial.

Nos corredores da caserna o que se observa é a mistura de um sentimento de revolta e desmotivação. Não existe nenhum movimento de paralisação, mas com certeza a tendência é que essa desmotivação acabe influenciando na produtividade do policiamento ostensivo da corporação, que nos últimos meses tem colaborado parta a redução dos índices de criminalidade.

Da redação,

Por Poliglota…

5 COMENTÁRIOS

  1. Quando o comandante geral não reduz o interstício ele está atrapalhando a vida de milhares de policiais militares e de dar condições melhores a suas famílias. Isso é covardia. E ainda temos que ouvir da maioria dos oficiais que o comandante geral é o nosso representante. Isso é um acinte a nossa inteligência.

  2. Em tudo quanto é assunto, colocam a PC no meio. Incrível. Agora quando recebem benefícios que não são estendidos a outras categorias o silêncio é total.

  3. E lamentável , tivemos varias autoridades e governadores, que iriam fazer a promoção de carreira automática para chegar o praça ate sub-tenente,poxa já faz 10 anos cade na PM E BM!!!!!!onde foi parar!!!onde estão nossos defensores,isso nenhum militar nunca vai esquecer , estão todos motivados, estou saindo daqui 15 dias para a reserva ,quando também vão muitos indo embora , quem sabe um dia usaram um pouco da inteligencia, que precisamos de incentivos justos para melhorar os trabalhos que todos nós fazemos a sociedade no dia a dia, !!!!!!fico pensando até quando vai isso !!!

DEIXE UMA RESPOSTA