Policial baleado durante briga em bar morre após 36 dias internado

1
591
Foto; Divulgação PCDF

Bernardão, como era conhecido, trabalhava na carceragem do Departamento de Polícia Especializada e estava prestes a se aposentar

O policial civil Ricardo Bernardes Rodrigues (foto), 42 anos, morreu na tarde desta quinta-feira (27/4) no Hospital Regional de Taguatinga (HRT), onde estava internado. “Bernardão”, como é conhecido, foi baleado durante uma briga de bar na região do Areal, em Taguatinga Sul, na noite de 22 de março.

O policial levou três tiros, que atingiram o tórax e um dos braços. Ele passou por diversas cirurgias para retirar os estilhaços que perfuraram diversos órgãos. Mesmo em estado grave, o policial, que trabalhava na carceragem do Departamento de Polícia Especializada (DPE), resistiu por mais de um mês.

MAIS SOBRE O ASSUNTO

Policial civil é baleado ao tentar defender dono de bar no DF

Durante a internação, logo nos primeiros dias, medicamentos importantes para o tratamento do policial estavam em falta na rede pública de saúde. Os colegas resolveram fazer uma “vaquinha” para comprar os remédios necessários. Solidário ao agente de polícia, o Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol) acabou arcando com os custos para a aquisição da medicação.

Quando foi baleado, o agente gozava licença-prêmio. Ele voltaria ao trabalho este mês e se aposentaria em seguida. Ao longo de 23 anos, o policial integrou as equipes da Divisão de Operações Especiais (DOE) e há dois estava lotado na Carceragem do DPE.

Briga

Os três suspeitos de participar do crime acabaram presos pela Polícia Militar. De acordo com as investigações, os disparos foram feitos nas proximidades de um bar. Tudo teria começado quando os três homens que bebiam no local brigaram com o dono do estabelecimento. Eles queriam levar uma bebida sem pagar após terem problemas com o cartão de débito.

Bernardão, que também estava no bar, tentou intervir e defender o comerciante, mas acabou rendido. Os suspeitos pegaram a arma dele e atiraram. A PM foi acionada e localizou os indivíduos no Park Way. O carro usado por eles na fuga, um  Renault Logan de cor preta, estava parado na pista, com dois pneus furados.

Os três acabaram capturados. Os policiais apreenderam a arma do agente e uma faca tipo peixeira foi apreendida. O trio foi levado à 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga).

Fonte: Metropoles.com

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA