Não é brincadeira: Até hidrantes de socorros dos Bombeiros entraram no racionamento

0
272

Parece que o GDF realmente não pensa na sociedade.

A crise hídrica que abalou Brasília acaba de chegar aos hidrantes que abastecem os carros do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal em caso de sinistros e incêndios de grandes proporções.

Apesar da Diretoria de Segurança do Corpo de Bombeiros confirmar o corte de abastecimento de água nos hidrantes destinados a uso de combate a incêndio e afirmar que existem caminhões com reservas especiais de urgência, a sociedade não confia nisso, até porque nenhum dado foi repassado sobre essas reservas.

Mesmo com o apoio de viaturas de outras áreas e a rapidez na resposta aos sinistros, nada garante que isso seja o suficiente para atender uma demanda fora de proporções. Com isso, o risco de uma tragédia de grandes proporções se torna eminente.

Segundo matéria publicada no portal G1.com da Globo, o especialista em gestão de risco Moacyr Duarte, alerta que a situação de falta d’água demanda um reordenamento da atuação dos bombeiros. “Isso pode ser perigoso se você tomar essa medida [de cortar água dos hidrantes] e não fizer nenhuma medida complementar. Os bombeiros fazem seu planejamento de acordo com a posição dos hidrantes. Se você reduzir a disponibilidade de hidrantes, isso implica refazer um planejamento.”

Ainda de acordo com o especialista, esse planejamento tem que ser feito antes que começasse o racionamento. “As viaturas dos bombeiros têm pequenas reservas de água. Com o apoio de um caminhão pipa de 10 mil litros, a água só dura cerca de cinco minutos”, declarou. “Ou seja, a reserva dura pouco e é preciso um suporte de agua.”

Pelo visto, o governo do Distrito Federal está pouco se importando com a segurança da população do DF. Será que corremos o risco de um incêndio semelhante ao Edifício Joelma em plena Capital Federal?

Da redação com informações do G1.com,

Por Poliglota…

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA