Assassino da esposa em Ceilândia é libertado na Audiência de Custódia

0
431
03/08/2017. Crédito: Jéssica Eufrásio/Esp. CB/D.A Press. Brasil. Brasília - DF. Fachada da casa, na QNO 18 de Ceilandia, onde jovem de 23 anos foi morta.

No último dia 3 de agosto a vizinhança da QNO 18 de Ceilândia amanheceu estarrecida com a morte da dona de casa Glória Maria Feitosa dos Santos, de 23 anos, assassinada pelo marido Francisco Pereira dos Santos de 27. Os dois viviam juntos há nove anos e tinham um filho de 7 anos.

Segundo a polícia, o crime foi passional, pois o assassino vinha desconfiando de um relacionamento extraconjugal da companheira. Após o crime, o acusado entregou-se na 24ª Delegacia narrando o ocorrido. De acordo com a perícia, mais de 20 perfurações foram encontradas no corpo da vítima. Francisco era foragido da Justiça do Maranhão depois de matar um homem.

Agora o que está surpreendendo a população de Ceilândia e de Brasília é o desfecho da Audiência de Custódia que foi realizada no último dia 5. Na Decisão, apesar dos protestos da promotoria, o magistrado concedeu a liberdade provisória ao assassino, deixando de levar em conta a confissão do réu na delegacia de que já havia cometido outro homicídio no Maranhão, também por motivos passionais. No entendimento do Juiz, “mesmo o fato tendo sido extremamente grave, parece ter sido algo isolado na vida do autuado, não havendo, portanto, indicativos de que ele pretenda furtar-se à aplicação da lei penal e tampouco irá perturbar gravemente a instrução penal”, (grifo nosso).

Confira a sentença:

Homicídio – Decisão Audiência de Custódia by Tenente Poliglota on Scribd

Pelo visto, e isso é o pensamento da maioria da sociedade brasileira, de uns tempos pra cá o homicídio vem se tornando um crime banal, onde se mata sem motivo algum, sem dó e nem piedade. A vida humana vai perdendo valor e com isso, o crime de morte vai ficando cada vez mais acentuado, agora mais protegido por essas Audiências de Custódias.

Da redação,

Por Poliglota…

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA