A farra continua: GDF gasta mais de 33 milhões com diárias e passagens

0
442
01/09/2016. Crédito: Breno Fortes/CB/D.A. Press. Brasil. Brasília - DF. Entrevista exclusiva com o governador do Distrito Federal Rodrigo Rollemberg.

O Portal da Transparência do Distrito Federal, atualmente mostra que o Governo do Distrito Federal (GDF), de Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), tem gastado só em 2017, com diárias e passagens aéreas, o valor de R$ 33.586.625,86. Essa quantia gasta com servidores vai justamente na contramão da economia que o GDF veio pregando durante todo o ano até agora. Boa parte dos gastos, foi ironicamente com o setor de fiscalização de gastos Tribunal de Contas do DF, órgão de controle e fiscalização do governo, e a Secretaria de Planejamento Orçamentário e Gestão, além de transportes de servidores.

Por mais que esse valor tenha sido destinada para os serviços, o gasto com essas passagens e diárias acabam sendo abusivos por servidores, em uma época que o aperto econômico deveria se aplicado em todos os setores. Estes servidores acabam por receber até mesmo para eventos simples, como a participação em encontros e reuniões em locais próximos, como as cidades localizadas no entorno do DF.

Gastos astronômicos como estes, em tempos de aperto econômico, vai contra o discurso de austeridade que Rollemberg tanto martelou durante o mandato, chegando a  aplicar o Decreto nº 37.121, de 2016, em que definia uma redução desse tipo de despesa, e proibia compromissos que levassem ao desembolso de dinheiro público na área de viagens e estadia, o que não foi cumprido completamente, os valores dos gastos continuaram altos.

Ou seja, na hora de cobrar e reajustar impostos, ou fazer pressão em reformas na previdência de servidores, buscando dar folga ao cofre do GDF, se usa uma regra especifica, mas quando o assunto é redução e controle de gastos, o Governo não está nem próximo de dar um bom exemplo de economia.

Todos os dados e valores podem ser conferidos no site da Transparência do Distrito Federal, bem como a discriminação dos valores por cada setor do GDF.

Fonte: Distritosa.com.br