Postos não perdoam e aumentam preço da gasolina para R$ 4,569

0
1

Depois de um curto alívio no bolso dos consumidores, os postos de gasolina pesaram a mão e reajustaram, sem dó, os preços da gasolina. Os brasilienses que foram abastecer o carro neste fim de semana tiveram que pagar até R$ 4,569 pelo litro da gasolina. Até a sexta-feira, era possível desembolsar R$ 3,790 pelo combustível.

Os donos de postos alegam que tiveram que repassar, integramememte, para as bombas os últimos dois reajustes anunciados pela Petrobras, de mais de 7%. Não havia, segundo eles, como assumir esse custo adicional. Os postos, acrescentam, estão trabalhando com margens muito pequenas, não podem, portanto, operar com prejuízos.

A Petrobras adotou a atual política de reajustes de preços em julho. Quase que diariamente, anuncia mudança nos valores cobrados nas refinarias. Segundo a estatal, agora, os preços dos combustíveis acompanham a variação do petróleo no mercado internacional e a cotação do dólar.

Para os consumidores, é incompreensível essa política de reajuste de preços. Apesar de a Petrobras justificar que não pode mais maquiar os valores cobrados nas refinarias, como ocorreu no governo de Dilma Rousseff, é difícil para os motoristas aceitarem tanta oscilação dos preços da gasolina nas bombas dos postos.

Fonte: CB