Brasil perde 526 mil usuários de planos de saúde; 27,4 mil só no DF

0
259

Os dados são comparativos entre novembro de 2017 e o mesmo mês do ano passado e foram divulgados pela ANS

A crise levou milhares de usuários a desistirem dos planos de saúde. Segundo dados divulgados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) nesta terça-feira (26/12), entre novembro deste ano e o mesmo mês de 2016, 526,2 mil pessoas se desligaram das operadoras. No Distrito Federal, no período analisado, foram 27.425 usuários a menos.

Sobre outubro deste ano, também houve queda, de 80.081 beneficiários. Atualmente, 47.281.046 pessoas têm plano de assistência médica no Brasil. Destes, 855.912 somente na capital do país. No mesmo mês de 2016, o número ficou em 883.337.

Na contramão desses dados, o total de usuários de planos exclusivamente odontológicos aumentou 135.076 em novembro deste ano se comparado ao mesmo mês de 2016, atingindo a marca de 23.112.608 beneficiários.

O levantamento mostrou que, em relação a novembro do ano passado, nove estados ganharam mais beneficiários em planos de assistência médica: Acre, Amazonas, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Piauí, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e Tocantins.

Reajuste acima da inflação

No Distrito Federal, um dos motivos que podem ter levado os usuários a desistirem dos planos é a correção das mensalidades acima da inflação. Entre novembro de 2016 e o mesmo mês deste ano, o aumento acumulado foi de 13,62%, bem acima do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do período, que ficou em 4,31%, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Entre os 855,9 mil brasilienses que têm plano de assistência médica, a maioria, ou 828.209, optou pelo coletivo. Destes, 619.451 foram feitos por meio de empresas e 208.758 são por adesão. Apenas 24.258 escolheram os individuais ou familiares.

Fonte: Metropoles.com