NOTA DE REPÚDIO: Ameaça não nos intimida senhor Daniel de Castro

0
793
Daniel de Castro: Ameaças ao jornalista e blogueiro Toni Duarte da ABBP

Como membro da associação dos Blogueiros de Política do DF e Entorno (ABBP) e presidente do Conselho Consultivo e de Ética da associação, venho a público repudiar a atitude do senhor Daniel de Castro, que se diz pastor e pré-candidato ao cargo de deputado Distrital pelo PSC, por ameaçar o jornalista e blogueiro Toni Duarte do site Radardf.com.br, membro da ABBP, por divulgar a bagunça que está se instalando nas rede das igrejas Assembleia de Deus Madureira, fruto de publicação da denúncia de um pastor que diz que  igrejas evangélicas estão sendo transformadas em currais eleitorais.

A reação do pastor Daniel foi por causa das denúncias feitas ao Radar pelo pastor Weber Marques, da igreja da Estrutural, e que também pertence a mesma congregação de Daniel de Castro, cuja tentativa é tomar a igreja na marra, sob cabresto, segundo Weber.

A confusão formada por Daniel de Castro foi tão grande que até a polícia esteve no local (igreja) para evitar o pior, vídeo aqui, já que Daniel pertencente a mesma congregação de Weber e afirmou que o mesmo vai responder civil e criminalmente por ter se apossado indevidamente do patrimônio da instituição evangélica.

O que pensa o Radardf 

Apesar de receber todo apoio no trabalho jornalístico que realiza com responsabilidade e imparcialidade, o Radardf se limitou a dizer que cumpre apenas seu papel de informar e as conclusões estarão sempre a cargo do leitor e, consequentemente, o eleitor.

“Quanto as ameaças de Daniel de Castro, ele está no seu direito, porém também temos nossas defesas. Somos profissionais da comunicação e temos a obrigação de levar a informação à sociedade, doa a quem doer, afirmou Toni Duarte, editor chefe do radardf”.

Bom que se frise que nas eleições de 2014, o pastor e advogado Daniel de Castro, tentou um mandato a deputado distrital, no entanto os poucos mais de 9 mil votos foram considerados uma votação insignificante diante do  gigantesco universo de fiéis, os quais ele diz que a igreja orienta votar em candidatos que possam representar no parlamento a instituição evangélica quando deveria representar  o conjunto da sociedade.

Nos tempos atuais, com a evolução da informação, está ligado a uma crença religiosa não quer dizer que o candidato possa ter sucessos nas urnas. A rebelião de pastores das igrejas ligadas a ADTAG campo de Taguatinga não é de agora, se dá a cada ano eleitoral.

Não é arrancando pastores na marra por  não comungarem  com o voto do cajado, determinado por convenção, que candidato como Daniel de Castro possa se eleger deputado distrital nas eleições desse ano.

Evangélicos conscientes querem uma política que lute para diminuir a opressão das pessoas e não uma política com viés partidário e religioso como tentam impor alguns pastores de goela abaixo de seus fiéis.

Não acho que foi uma boa Daniel se meter com um jornalista e blogueiro influente de Brasília!

Da redação,

Por Poliglota…