Nota de esclarecimento

0
1152

Cumprindo nosso papel do jornalismo sério, comprometido e imparcial, publicamos abaixo as razões de defesa do Pastor e pré-candidato Daniel de Castro acerca da matéria publicada no site Radardf e, consequentemente, a Nota de Repúdio pelas possíveis ameaças denunciadas pelo jornalista Toni Duarte, editor e redator do site RadarDF. Segue na íntegra a nota, sem nenhuma correção:

“Venho por meio desta esclarecer os seguintes fatos:

sou homem de Deus e jamais usei de meios ameaçadores para resolver qualquer questão, sou Advogado regularmente inscrito na OAB-DF e prezo pela legalidade e pelo exercício da ampla defesa e do contraditório.

hoje pela manhã fui surpreendido por uma matéria de um jornalista que sempre tive respeito e que todas as vezes que me ligou para uma entrevista sempre o tratei muito bem mesmo não sendo muito afeito a entrevistas, mais que na data de hoje publicou no seu Blog Radar DF uma matéria dizendo do uso da igreja para questões políticas.

tomei a atitude de ligar para o senhor Tonny para pedir uma simples explicação do porquê colocar uma matéria sem ouvir as outras parte, deixo claro que jamais fiz qualquer tipo de ameaça ou referido jornalista apenas disse que não gostei pelo fato de não ser ouvido mais que iria a polícia fazer uma ocorrência pois me senti agredido e ultrajado na minha honra, o mesmo disse que havia ligado e eu não atendi.

de fato o senhor Jornalista havia ligado mais eu me encontrava em audiência no meu local de trabalho, escritório com um cliente, mais ligo após eu liguei para o mesmo é achei que teria sido razoável o jornalista esperar para ouvir o contraditório e não expor um pessoa e uma instituição.

ocorre que a entrevista que o pastor Weber Marques deu para o jornalista não condiz com a verdade, pois em nenhum momento quem quer que seja esteja usando as igrejas para forçar alguma em votar, isto não é verdade é prova disso é que quando a igreja me escolheu para ser seu representante e sendo eu um dirigente de uma igreja que dirigia a primeira coisa que fiz foi entregar a direção da igreja no dia 20/12/2017 para não misturar a política com a igreja.

segundo apenas orientamos nossos irmãos na escolha de homens e mulheres de bem tenentes a Deus e  ficha limpa para serem nossos representantes, mais sempre apenas como orientação e nunca como imposição pois entendemos a.liberdade de escolha como algo sagrado no processo eleitoral.

terceira estamos há 9 meses da eleição aínda e trabalhamos dentro de um calendário eleitoral esbelecido pela justiça eleitoral do nosso país e respeitado por todos nós.

ocorre que o que está por trás desta denúncia e a tentativa do senhor weber Marques em esconder uma rebelião que ele está praticando contra a igreja da estrutural ligada a Taguatinga.

pois o mesmo foi empossado na igreja da estrutural no dia 21/ julho/2015 e agora fez um rompimento com a igreja ADTAG se dizendo presidente da igreja e que é dono do terreno deste 2010 sendo que a igreja está lá na estrutural desde 1994, isto configura uma rebeldia e segundo o estatuto d nossa convenção ele deve ser trocado imediatamente e foi isso que o pastor presidente foi ao local fazer é de forma truculenta foi impedido o que só nos restou ir a justiça na expectativa de.restabelecer a igreja e a verdade dos fatos e para isso já protocolados uma ação de reintegração é posse que já se encontra nas mãos da justiça e que esperamos que sejamos o mais breve possível restituído a igreja ADTAG- Estrutural. mais tudo isso já está devidamente instruído e nas mãos da justiça de onde esperamos o estabelecimento da ordem.

fica claro que o senhor Weber Marques tenta esconder um ato de desonra inventando história inverídicas e tentando sujar a honra de pessoas honradas e de Deus.

está é a verdade dos fatos e o jornalista Tonny do radar DF não teve a consideração em nos ouvir.

para todo efeito registro aqui que jamais ameaçados qualquer pessoa é se sentirmos ultrajado nos nossos diretos sabemos o caminho da resolução dos conflitos e esse caminho é a justiça e é por ele que estamos trilhando.

agradeço na qualidade de ofendido e de advogado da ADTAG-SEDE.

Pastor Daniel de Castro”