Não Cláudio Humberto! A Polícia não TEME produção de cadáver

0
951

O jornalista Cláudio Humberto, como sempre, mais uma vez tentou colocar a Polícia Militar em posição de desvantagem ao afirmar em sua coluna no Diário do Poder que a “POLÍCIA TEME QUE O PT ‘PRODUZA’ UM CADÁVER DIA 24”, data do julgamento do ex-presidente Lula.

Não, senhor Cláudio Humberto! A Polícia Militar NUNCA TEME!

Que haverá uma incitação e provocação à violência no julgamento do maior ladrão da história desse país no dia 24 próximo não há a menor dúvida. A prova disso foi a declaração estapafúrdia da própria presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann de que “Para prender o Lula, vai ter que matar gente”.

Se vivêssemos num país sério, essa senhora, a qual a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a condenação dela e do ex-ministro Paulo Bernardo (Planejamento), seu marido, por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e por suposta propina de R$ 1 milhão do esquema de corrupção montado na Petrobrás, além do pagamento de multa de R$ 4 milhões como reparação de danos materiais e morais, estaria sendo enquadrada na Lei de Segurança Nacional (LSN).

Tanto a Polícia Militar como a Justiça estão mais do que preparados para o que preconiza os manuais esquerdistas de agitação política. Se houver comportamento, serão bem tratados como determina a democracia. Se ferirem as regras serão presos e enquadrados aos rigores que a Lei impõe.

Nada irá mudar o entendimento dos desembargadores do TRF-4 de Porto Alegre e o desejo de justiça de uma população traída. Não existe nenhuma possibilidade de manipulação no atual processo e a condenação do ladrão pelo juiz Sérgio Moro a 9 anos e seis meses de cadeia por corrupção, apenas se concretizará com a consolidação dos votos dos desembargadores para que se prove que nosso país ainda pode ter uma justiça confiável, simples assim.

Da redação,

Por Poliglota…