Campanha nas redes sociais sugere deixar o carro em casa

0
968

Uma campanha começa a ser propagada nas redes sociais de todo país.

Em áudios, cidadãos indignados com o preço da gasolina, afirmam que esse acordo proposto pelo governo para tentar colocar o país em movimento novamente não passa de uma forma de penalizar mais ainda, no futuro, os proprietários de veículos à gasolina.

Apesar de concordarem com as reivindicações dos caminhoneiros, nas negociações não existe nenhum representante daqueles que utilizam veículos a gasolina. O próprio ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou que “Estamos tratando de óleo diesel. Não tratamos de outro combustível. Por quê? Porque o movimento dos caminhoneiros estava centrado no óleo diesel.”

Ouça os áudios:

Da redação