Frejat afirma que saúde será um desafio

0
483

Da redação por Poliglota…

O pré-candidato ao Palácio do Buriti, Jofran Frejat (PR), afirmou hoje durante o programa do Vigão na rádio 107.1, Atividade FM, que a saúde pública será um dos maiores desafios do próximo governador.

Perguntado se teria capacidade para retroceder o que foi destruído em governos passados, Frejat disse que “a luta será grande. Construir imagens é muito fácil, mas reconstruir aquilo que foi destruído é muito mais difícil. Vamos trabalhar para dar o povo a confiança novamente”.

“Vamos trabalhar para dar à Brasília o tratamento digno que ela teve em 2001/2002 quando não se falava sequer em planos de saúde. Os pacientes eram internados em grandes hotéis chamados hospitais e ali saíam completamente curados de suas enfermidades. Era um compromisso de governo, de pessoas sérias que pensavam no povo. Foi nesse período que criamos os Centros de Saúde, hoje jogados ao léo”, disse o pré-candidato.

Mais uma vez Frejat afirmou que está preparado para o desafio de ser governador de Brasília. Em 2014, por razões óbvias, foi prejudicado por entrar na competição aos 45 minutos do segundo tempo. Nem por isso Frejat desanimou. Foi à luta em busca do cumprimento da missão. Agora não, a situação é inversa. “Estamos partindo do princípio. Brasília merece muito mais do que imaginamos e por isso não descansaremos enquanto não buscarmos nosso objetivo. Precisamos do povo, daqueles que amam a cidade e querem, a todo custo, mudar o curso dessa história. Podem até me considerar velho pra missão, mas velhaco nunca fui”, disse.

Cinco vezes deputado federal, secretário de saúde e ministro interino da previdência, Frejat traz consigo a experiência de gestão que Brasília precisa. Como de praxe ele não fala das pessoas, principalmente os chefes de Estado, mas acha que a maturidade do povo brasiliense será capaz de dar a resposta nas urnas em outubro do que querem ou não.

“Acreditamos que nossa cidade não suporta mais tanto descaso. Buscamos o melhor com o melhor que temos. Estamos trabalhando afinco e acreditamos que o povo nos dará a resposta certa na hora certa”, afirmou um Frejat otimista.

Sobre a escolha de seu vice-governador, Frejat afirmou que tudo está sendo estudado cautelosamente. “Nada será feito por emoção. Somos um grupo de razão e mostraremos à sociedade e aos eleitores que não viemos para brincar. Não tenho outra preocupação a não ser fazer com que Brasília volte a ser a Capital da Esperança”.