Se eleito, Fraga promete acabar com Agefis e expulsar Bruna do DF

0
11154

O candidato ao Buriti, Alberto Fraga (DEM), disse que em um eventual governo seu, uma das medidas que tomará é acabar com a Agefis e expulsar de Brasília, a atual presidente do órgão de fiscalização, Bruna Pinheiro. A promessa de Fraga foi feita diretamente ao governador Rollemberg durante o primeiro debate entre os postulantes ao governo realizado pela Band na semana passada

Por Toni Duarte – RADAR-DF 

O deputado federal Alberto Fraga, candidato a governador do Distrito Federal, disse que vai acabar com o atual modelo da Agência de Fiscalização- Agefis, caso se eleja em outubro próximo e que Bruna Pinheiro, presidente do órgão terá que vazar de Brasília para não ser presa.

Neste domingo (19/08), Fraga afirmou ao Radar que os superpoderes dados por Rollemberg ao órgão alimentou uma política de ódio contra mais de 1 milhão e meio de famílias, principalmente as mais pobres que moram em situação irregular.

Ele apontou que nestes últimos quatro anos, o governo Rollemberg investiu mais dinheiro na Agefis, para derrubar casas e deixar ao desabrigo mais de 30 mil famílias do que em outros setores como, por exemplo, na construção de novas creches.

“Foram quatro anos de terror, de humilhação e insultos praticados por alguns servidores sob o comando de Bruna Pinheiro e do próprio governador contra a metade da população do DF  que esperavam pela regularização de suas moradias. Vamos ter que acabar com esse modelo terrorista  implantado por Rollemberg “, reiterou Fraga.

Ele lembrou que os poderes outorgado a Agefis são tantos que Bruna Pinheiro se dá ao luxo de rasgar e pisar em cima de liminares da justiça, de chamar advogados de “picaretas e vigaristas”, de determinar o que vai ao chão ou o que fica em pé e ignorar a lei como ocorreu no caso da Orla e dos muitos condomínios que foram derrubados.

Fraga lembrou também que em setembro do ano passado a Policia Civil descobriu um milionário esquema de grilagem no Park Way, uma das áreas mais nobres de Brasília que funcionava a todo vapor dentro da própria Agefis .

Outra justificativa que leva o deputado candidato ao Buriti de acabar com a Agefis é a farta documentação que comprovam a malversação do dinheiro público, além de crimes de assédio moral praticados por Bruna Pinheiro e seus apaniguados.

Desde que assumiu a presidência da autarquia, Bruna Pinheiro já prejudicou mais de 100 servidores entre auditores e inspetores com abertura de Processos Administrativos Disciplinares (PAD) em clara intimidação a todos aqueles que ousam  discordar de inúmeras ilegalidades cometidas na gestão do órgão.

Uma das ilegalidade, cujas provas estão nos auto de uma denúncia formulada pelo Ministério Público do Trabalho, revelam a farra da gasolina, paga com o dinheiro público, distribuído a diretores e servidores da extrema confiança de Bruna Pinheiro. O esquema tem o nome de “indenização do transporte”.

“No entanto Bruna e Rollemberg passaram esses quatro anos difamando os moradores de condomínios, em processo de regularização do DF, os acusando de “grileiros e bandidos”, quando grilagem e a bandidagem se encontra dentro do próprio governo socialista”, detonou Fraga.