Ex dos transportes é o Bolsonaro do cerrado

0
375

Blog dfmobilidade.com.br

(OPINIÃO do Editor)

Quando me perguntam em qual candidato vou votar para governador eu logo associo essa eleição ao maior cargo da república, ou seja, me vem ä mente o capitão Jair Bolsonaro.

Escrevo muito para construir, pouco para destruir. Pouco para denegrir, muito para realçar qualidades e é nesse contexto que procuro um candidato apto, dentro das condições políticas construídas, para votar nesse primeiro turno aqui no DF.

Não perderei meu precioso tempo discorrendo sobre as nefastas candidaturas adversárias do Alberto Fraga (DEM), afinal quando se decide um lado o outro pode ter valores e simpatias das mais variadas naturezas, todavia, o que importa nesta ocasião é a candidatura de um coronel.

Sofrer ataques todos nós sofremos, homens públicos ou não, mas as armadilhas montadas para Bolsonaro montadas em nível nacional são até piores em nível regional. A polarização é cristalina como água.

Os esquemas estão montados e blindados contra qualquer candidatura majoritária, contudo o Democrata, não carece de defesa nem de esquema para defendê-lo, afinal sua língua é afiada e costumeiramente fere muitos poderosos do Nosso Quadrado.

Nem de longe Bolsonaro se parece com Fraga, nem na quantidade de processos ou na biografia pública de gestor, Haja visto que o Fraga, tem no seu currículo uma passagem pelo executivo, bastante produtivo na secretaria dos transportes.

Mas as convergências parecem não ter fim, principalmente no que diz respeito às pautas nacionais; Ideologia de Gênero, Segurança Pública, um viés de direita e outros.

O que parece muito desagradável para muitos aliados é encarar de frente a personalidade controversa do candidato e defender “um projeto” e não uma personalidade ou nome. Não vejo em outro candidato com nenhuma qualidade ideológica que corresponda, nem de longe, projeto defendido por Jair Bolsonaro para o Brasilia, talvez o do general Paulo Chagas, eleitoralmente sem chances.

Portanto, não ignorando as responsabilidades do candidato creio nos crescimento e na ida do militar da reserva (PM) para o segundo turno; 01 – Com discurso coerente e pautado na coragem, pode fazer uma diferença significativa enquanto eventual chefe do executivo; 02- Fara bem ao DF numa possível dobradinha com Jair Bolsonaro, facilitando a retenção de recursos na capital; 03- Não fazer promessas mirabolantes ou desconectadas com a realidade do Limite Prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal e por fim não ignorar seus defeitos e possíveis processos, lembrando apenas, que para concorrer às eleições é preciso estar ou ser ficha limpa.

Por fim estamos, todos, cansados e indignados com tanta violência e corrupção. Não acredito na pureza e ingenuidade das pessoas e não podemos resolver instantaneamente todos os problemas de uma sociedade doente que clama por soluções emergenciais. Mas podemos começar escolhendo um candidato ideológico e alinhado com o projeto nacional, afinal o sistema limpo poderá expelir os maus gestores de alguma maneira.