Mais uma vez Rollemberg promete…mas não cumpre!

0
550
Foto: Michael Melo/Metrópoles

Veja isso! Governador Rollemberg faz síndicos do Jardim Botânico de trouxas

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB), candidato a reeleição, foi confrontado na noite desta segunda-feira (10/09) por um morador de condomínio da região do Jardim Botânico, durante uma reunião no Solar de Brasília. O evento organizado pelo síndico Pedro Humberto Lobato em parceria com o  Buriti,  serviria para que o “governador-candidato” assinasse o decreto que assegura a permanência de muros e guaritas dos condomínios consolidados. No entanto, o governo socialista fez todo mundo de trouxa. Era só politicagem. Um morador revoltado  colocou o governador na maior saia justa. Bem-feito! (Veja o vídeo)

Nos últimos quatro anos do governo Rollemberg vários condomínios tiveram suas portarias derrubadas por ações da Agência de Fiscalização do DF (Agefis), embora o atual governador tenha prometido em 2014, que caso fosse eleito enviaria para a CLDF um projeto criando a lei de muros e guaritas, uma  reivindicação antiga dos moradores de parcelamentos em processo de regularização no DF.

Movimentos da sociedade civil chegaram a se reunir e propuseram um projeto neste sentido. No entanto, o governo enrolou, enrolou e engavetou a proposta.

Nos últimos dois anos, deputados distritais também tentaram mudar o quadro em diversas oportunidades. Contudo, os projetos caíram na inconstitucionalidade, por não ser uma iniciativa do Executivo.

A lei 13.465/2017,  aprovada pelo Congresso Nacional no ano passado, conhecida como Lei da Regularização Fundiária, abriu brechas e garantiu o cercamento de condomínios horizontais.

Há exatos 25 dias para a eleição, o governador Rodrigo Rollemberg para pedir votos nos condomínios anunciou que assinaria o decreto de muros e guaritas no Solar de Brasília, ato ilegal durante campanha. Avisado, na hora de assinar o decreto, com a presença de diretores da Terracap, de secretário de estado, do presidente da Terracap, Rollemberg mudou o discurso. Não assinou o decreto, mas fez apenas propaganda de seu governo. Alegou no final que foi uma reunião de trabalho. Que trabalho? Nenhuma reivindicação foi tratada, transformou o Ato de assinatura do decreto em uma reunião política. Veja o email:

Depois de discursar por mais de 45 minutos, sem fazer o gesto mais importante da noite, que era o de assinar o decreto na presença de todos como havia prometido, o governador foi colocado em saia justa. Foi questionado por um morador. Ele gaguejou, gaguejou e tentou sair pela tangente.

“Você deveria sair preso daqui, governador!”, disse o morador  presente na reunião.

Rollemberg ficou sem graça. O síndico Pedro Humberto Lobato  arregalou os olhos.

Por Toni Duarte//RADAR-DF