Fraga se aproxima de Eliana e bastidores pegam fogo

0
1005
Foto: Geilson Lima

Por Poliglota…

Mesmo apresentando uma diferença de percentual de 5,9% em relação ao segundo colocado, Eliana Pedrosa (PROS), até então líder nas pesquisas com 19,1% das intenções de votos, começa a se preocupar com o avanço de Alberto Fraga (DEM), segundo colocado com 13,2%

A recente pesquisa encomendada ao Instituto Opinião Política pelo Correio Braziliense e divulgada hoje (12) traz a ex-deputada distrital e empresária dona de empresas de segurança em Brasília, Eliana Pedrosa (PROS), com 19,1% dos votos, seguida do deputado federal e coronel da reserva da PMDF com 13,2% dos votos. Caso as eleições fossem hoje, ambos estariam brigando tete a tete no segundo turno pela cadeira do Buriti.

Em terceiro lugar aparece o atual governador Rodrigo Rollemberg (PSB) com 12,1% seguido de Rogério Rosso (PSD) com 10,1%. Rollemberg tem o maior índice de rejeição de todos os tempos apresentado por um governador em exercício no Distrito Federal. Segundo especialistas, mesmo tendo a seu favor a máquina administrativa e ter começado sua campanha há algum tempo, dificilmente conseguirá chegar ao segundo turno.

Por outro lado, o também deputado federal licenciado Rogério Rosso, mesmo sendo um grande articulador, deve estagnar-se, já que o discurso utilizado pelo candidato de dar aumento para as classes de servidores não é encarado mais pelo eleitorado dessas categorias como algo sério, vide os exemplos dos governos Agnelo Queiroz e do próprio Rodrigo Rollemberg, que prometeram mundos e fundos aos servidores e nada cumpriram. O eleitor está vacinado.

Pesquisa espontânea

Eliana Pedrosa também lidera na pesquisa espontânea — em que os entrevistados mencionam nomes voluntariamente. A ex-deputada distrital lidera com 9,2% das intenções de voto, acompanhada de perto por Alberto Fraga, com 8,8% das menções.

Preocupações

Foto: Globo

A preocupação do grupo de Eliana Pedrosa com o crescimento de Fraga é justificável. Fraga é conhecido como o Usain Bolt no meio político: “Larga mal, mas dispara durante a prova se tornando inalcançável”, principalmente em período eleitoral. A decisão de partir para o corpo a corpo a menos de 26 dias das eleições já apresentou resultados, pois em pesquisa recente do Datafolha ele aparecia em 4º lugar.

O desespero parece começar incomodar as catatumbas da coligação ao ponto de correligionários disseminarem nas redes sociais que Alberto Fraga estaria arrependido de ter entrado na disputa ao Buriti quando o senado já lhe era praticamente vaga garantida. “Uma estupidez sem tamanho uma colocação dessas. Ao decidir disponibilizar meu nome e ele ser acatado pela coligação, tivemos a certeza de que viemos para vencer e vamos vencer, se Deus quiser. Nossa candidatura não é genérica e não foi construída em porões do Buriti, local que com certeza não se tornará um balcão de negócios em meu governo”, disse Fraga.