Presidente do BRB confirma concurso para abril e descarta privatização do banco

0
678
Paulo Costa, Presidente do BRB - Bancod e Brasília

Após audiência exclusiva com jornalistas da Associação Brasiliense de Blogueiros de Política do DF e Entorno (ABBP), nesta quarta-feira (20), o presidente do BRB, Paulo Costa confirmou a realização do concurso para o preenchimento de 113 vagas para as principais carreiras do banco com o objetivo de chegar a um cadastro reserva de mais de duas mil pessoas. O edital do certame será publicado no próximo mês de abril. Ele garantiu ainda que o banco não será privatizado e que o compromisso do governador Ibaneis Rocha é de expandir e de fortalecer o BRB

Por Toni Duarte//RADAR-DF

O novo presidente do Banco Regional de Brasília (BRB), Paulo Henrique Costa, desde que assumiu o comando do BRB, a exatos 49 dias, tem se debruçado em três grandes tarefas: a de realizar um novo concurso público, cujo edital será divulgado em abril; expandir o crescimento do BRB, inclusive na região metropolitana e na região Centro-Oeste; e a de aplicar mudanças significativas que visem o fortalecimento da imagem e da credibilidade da instituição financeira.

O último concurso feito pelo BBR aconteceu em 2013 quando ofertou vagas apenas para cargo de Analista de Tecnologia da Informação.

O presidente garantiu que os classificados no concurso voltado para as principais carreiras do banco, a ser realizado no próximo mês, serão chamados ainda este ano. Isso depois de uma reunião exclusiva com a Diretoria da ABBP.

Paulo Henrique Costa voltou a sustentar que a história da privatização, que tanto assombra os mais de 3 mil servidores do banco estatal, está completamente descartada.

“O compromisso feito pelo próprio governador Ibaneis é de que o BRB cresça, se fortaleça e que seja o protagonista do desenvolvimento econômico, social e humano do DF. A minha missão, como presidente do banco, é trabalhar para isso. Então está descartada essa história de privatização”, pontuou.

Ele disse que a realização do concurso transformará o BRB em um banco mais ágil, moderno com o foco na melhoria do atendimento aos clientes.

Paulo Henrique Costa, que é formado em administração de empresas e que foi vice-presidente de Clientes, Negócios e Transformação Digital da Caixa Econômica Federal – banco em que ele trabalhava desde 2001, ressaltou ainda que a intenção do concurso é selecionar mais profissionais com habilidades compatíveis aos novos desafios do mercado financeiro.