Bolsonaro foi a Estrutural visitar Yasmin

0
656
RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES

Por Poliglota com informações do Metropoles.com

Depois de um “mal-entendido” que a imprensa resolveu valorizar ao extremo, o Presidente Jair Bolsonaro foi à Estrutural visitar a menina Yasmin. De quebra, o presidente comentou uma frase do ex-presidente Lula, onde o mesmo disse: “O Brasil é governado por bando de maluco”. A resposta à metralhadora de Lula foi com um canhão de artilharia: “Pelo menos não é bando de cachaceiros”

O Presidente já havia recebido a menina Yasmin Alves, de 8 anos, no Palácio do Planalto durante a semana, porém, não satisfeito Bolsonaro foi até a casa da garotinha neste sábado (27/04/2019), na Quadra 2 da Cidade Estrutural, no Distrito Federal. Junto com ele sua esposa e primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

A visita à casa de Yasmin, que não estava na agenda, segundo ele, foi de cortesia para sanar de vez o tal “mal-entendido”. A pequena ficou conhecida após aparecer em um vídeo em que supostamente “se nega” a cumprimentar o chefe do Executivo durante evento na Escola Classe 1 da mesma região administrativa.

Na casa de Yasmin, a família ofereceu bolo de chocolate, pão com leite condensado, mas Bolsonaro ficou apenas no café. Disse que não deu tempo de comer as guloseimas. Depois, na saída, pegou Yasmin no colo. A menina vestia a blusa do Flamengo que o presidente deu de presente a ela durante a visita ao Palácio do Planalto.

Polícia Militar garante a tranquilidade na visita

A Polícia Militar do Distrito Federal, através do Comando de Policiamento Regional, comandado pelo Cel Arnaldo, e o Batalhão da Estrutural, comandado pelo Major Fabiano, utilizaram cerca de 60 policiais e viaturas da ROTAN, BOPE e BPTRAN. Nenhum incidente foi contabilizado e ao final do evento o Chefe da Segurança Presidencial fez questão de elogiar o trabalho da PMDF.

O Presidente Bolsonaro, para variar, mostrou mais uma vez a sua simpatia e respeito para com as Polícias Militares de todo país e posou com um boné da PMDF para as fotos, logicamente lardeado por policiais militares.

Mais fotos: