Militares do DF discutirão Plano de Carreira dia 18/8 em Audiência Pública proposta pelo deputado Hermeto

0
955
Audiência Pública na CLDF proposta pelo deputado João Hermeto (MDB)

A paciência dos militares do Distrito Federal, policiais e bombeiros, parece ter chegado ao fim com o governo MDBista. Hermeto (MDB), deputado da base governista, tenta apagar o fogo e buscar soluções

Por Poliglota…

Depois de verem o GDF encaminhar proposta de reajuste salarial para a Polícia Civil e ficarem de fora, as pressões nos deputados distritais que representam as corporações aumentaram.

Com base nisso, o deputado distrital João Hermeto, subtenente da Polícia Militar, propôs para o próximo dia 18 de agosto uma Audiência Pública no Plenário da Câmara Legislativa para discutir o Plano de Carreira das classes, reajuste salarial e outros.

Deputado Hermeto – Foto: Arthur Reis

Em campanha eleitoral ano passado, o então candidato e hoje eleito governador, Ibaneis Rocha (MDB), se comprometeu com as classes de que ambas seriam beneficiadas nos primeiros meses de governo com um Plano de Carreira decente, reajustes igualitários a todos os órgãos de segurança, um plano de saúde eficiente e a abertura do hospital da PM. No entanto, até agora o que se assistiu foi o encaminhamento do reajuste da co-irmã PCDF ao governo federal e nada dos militares.

Nas redes sociais e grupos de policiais e bombeiros as críticas são ferrenhas. Na concepção dos militares, a falta de compromisso e desdém porque são tratadas as corporações pelo governo são motivos de revoltas.

Associações de classes como a Associação dos Oficiais da PM e do BM (ASOFs) e o Fórum de Associações (que agregam algumas associações) já se manifestaram inúmeras vezes, através de notas, tentando alertar o governador de que não aceitam tratamento diferenciado.

ENQUANTO ISSO, PRODUÇÃO CONTINUA A TODO VAPOR

Enquanto as discussões de bastidores vão acontecendo a passos lentos, a produção nas ruas de Brasília continua a todo vapor. Segundo a Assessoria de Comunicação da corporação, a Polícia Militar intensificou o policiamento em todo o Distrito Federal entre os dias 15 e 21 de julho e registrou quase 3 mil ocorrências em uma semana de atendimentos. Neste período foram realizadas várias operações como a Prioridade, Brasília, Cerco Total, Parada Segura, entre outras. Os números têm como base o sistema Gênesis da Corporação.

Ao todo foram 28 armas apreendidas, 158 flagrantes de crime, 164 Termos de Ocorrência (TCO) registrados, além de 184 visitas realizadas pelas equipes do PROVID as mulheres vítimas de violência doméstica. A PMDF ainda recuperou 53 veículos, uma média de 7 carros por dia e prendeu/apreendeu 237 pessoas suspeitas ou autoras de crime. PMDF muito mais que segurança!

É..vamos aguardar