Vídeo – Hermeto desabafa: “Chega de Fake News e pessoas inescrupulosas!”

0
872
Foto: Divulgação internet

O deputado João Hermeto (MDB) usou a tribuna da Câmara Legislativa para desabafar e reclamar do quanto tem sido vítima de mentiras e leviandade provocadas por “Fake News” e pessoas inescrupulosas nos últimos dias

Postado por Poliglota…

Segundo o deputado, os ataques começaram nas redes sociais depois do governador Ibaneis Rocha (MDB) vetar a redução de interstícios para as promoções de Praças e Oficiais da PMDF ontem (21). Hermeto, como parlamentar oriundo da Polícia Militar e tendo obtido um número considerável de votos na corporação, vem sofrendo cobranças e injustiças como se ele fosse o dono da caneta.

“É fácil para alguns parlamentares chegar agora e vir falar de interstício. Difícil é lutar por isso incessantemente todo dia, bater de porta em porta, se desgastando e levando porrada nas redes sociais”, desabafou Hermeto.

Assista ao vídeo do pronunciamento do deputado Hermeto:

Para o deputado Hermeto (MDB), vice-líder do governo na Câmara Legislativa, as tratativas para a redução dos interstícios já vinham se arrastando a tempo, mas a decisão do Executivo é soberana. “Muitos entendem que por sermos base do governo temos o poder de decisões. Não, não funciona assim. Fizemos gestões junto ao governador e comando da corporação para que o pretendido fosse atendido. No entanto, nós distritais, temos limitações. Todas as formas de convencimento para que as promoções de agosto fossem executadas foram feitas ao governo, no entanto, a decisão final sempre seria do chefe do Executivo, no caso o governador Ibaneis, afirmou.

Para Hermeto, a luta agora deverá ser muito mais intensa para que em dezembro possa acontecer as reduções e consequentes promoções e isso ele tem certeza que o governador se sensibilizará. A elaboração de um novo Plano de Reestruturação de Carreiras com o devido encaminhamento ao governo federal é outro ponto que deverá ser acelerado até o final do ano. “É preciso, urgentemente, elaborarmos uma nova Lei para substituir a que aí está. As distorções existentes hoje prejudicam demais os militares. A Lei atual está defasada, obsoleta e não é justo termos vagas para as promoções e não podermos implementá-las por conta de um tempo de serviço exigido para tal ser tão longo”, reforçou.