Izalci Lucas (PSDB) poderá virar ministro da Educação

0
615

Cansado de algumas trapalhadas de alguns membros do governo, o presidente Jair Bolsonaro poderá promover alterações em seus ministérios antes mesmo do final do recesso parlamentar do Congresso.

Depois de demitir o secretário-executivo da Casa Civil, Vicente Santini, por ir de encontro às orientações do governo ao utilizar o jatinho da Força Aérea Brasileira (FAB) outras pendengas deverão ser resolvidas pelo chefe da nação.

Dentre elas, uma tem irritado bastante Bolsonaro que tem sido a pouca produção do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que além de não ter demonstrado o que se esperava, se envolveu em inúmeras polêmicas. Aguarda-se para hoje um encontro entre os dois onde existe a possibilidade do atual ministro deixar o cargo.

Nos últimos dias rumores nos corredores do Planalto davam como certa, caso Abraham Weintraub saia, que o senador e líder do governo no Senado, Izalci Lucas (PSDB), possa ser o nome escolhido pelo presidente pela sua vasta experiência na área.

O blog entrou em contato com o senador Izalci e o mesmo limitou-se a dizer: “Não resta a menor dúvida de que é uma honra para qualquer político assumir um cargo num governo que está no rumo certo. Mas para isso é necessário um convite do presidente e isso ainda não ocorreu. Prefiro aguardar porque tudo, por enquanto, está no âmbito da especulação”, afirmou.

Na avaliação dos especialistas em política, a jogada de Bolsonaro pode trazer frutos positivos para o governo. Fortalece o ministério com um especialista na área de educação, dá ao suplente de Izalci, Felipe Belmonte, a possibilidade de assumir o mandato e se fortalecer no partido Aliança, já que é um dos organizadores da criação do partido. Por fim, com apenas uma cajadada Bolsonaro resolve muitos problemas e ganha dois pesos pesados de confiança e experiência.

Todos vencem. E, quem sabe, em 2022 Izalci, então ministro, poderá até pensar em galgar a cadeira do Buriti com o apoio de nada mais nada menos Jair Messias Bolsonaro.

Vamos aguardar para ver…

Da redação, por Poliglota…