CAROS AMIGOS LEITORES E POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES,

1737

Uma das características de nosso espaço (https://blogdopoliglota.com.br ) é dar VOZ a todos. Porém, isso não significa que devemos desrespeitar as opiniões contrárias num Estado Democrático de Direito. Se a aplicação na íntegra da Constituição Federal fosse levada à risca, nenhum comentário, ou muitos, não seriam liberados. Ainda mais sob quem vive na batuta de Regulamentos e Códigos arcaicos que atropelam a Carta Magna.

Aqui “Lavamos a alma”, como dizem. Mas temos que ter a responsabilidade naquilo que escrevemos e somos capazes de assumir. O anonimato nunca foi uma barreira para que cerceássemos o pensamento de quem quer que seja, mas acho que antes de escrevermos devemos nos lembrar de que milhares, senão milhões de pessoas, acessam e compartilham nossas informações. Afinal, são mais de cinco milhões de acessos nesses quatro anos de existência e cerca de 10 mil acessos diários.

O momento é delicado, assustador, traumático e pode trazer malefícios a milhares de policiais e bombeiros militares, portanto, comentários adversos devem ser evitados, já que muitos que hoje estão aqui na ativa, amanhã serão INATIVOS, ou se esqueceram disso? A luta, mesmo que tardia, é igual para todos e devemos pensar, antes de mais nada, em NOSSAS FAMÍLIAS, afinal, não nascemos pra semente.

Se você, policial ou bombeiro militar, tem algum ranço do passado a ser esclarecido, busque sua fonte, seu desafeto, aquele que, na sua concepção, te causou prejuízos. A luta agora é conjunta e todos precisam estar juntos. Veja o exemplo desse administrador: O que me levaria a lutar por uma classe da qual, subjetivamente, estou liberta? Sou da inatividade, recebi meus direitos e nada tenho a reclamar sobre as minhas conquistas. Minha luta agora é para que vocês, que ainda estão aqui tenham o reconhecimento e respeito de governos, comandos e sociedade.

Não defendo comandos e governos, mas o que esperar de um cargo indicado pelo próprio governador? O que esperar de governos que durante anos nos aprisionaram na insignificância de seus “poderes”? Hora de refletir e ser sensato, no mínimo.

Vamos trabalhar juntos? Quem sabe assim não conseguimos atingir nossos objetivos? Estamos na iminência de perder direitos, conquistados às duras penas, e agora na hora da união não fazemos a nossa parte? Dane-se os oficiais, comandos, governos e etc…o que temos que pensar é NAS NOSSAS FAMÍLIAS.

Guarde suas frustações para o dia da VITÓRIA e aí sim poderão gritar: “NÓS VENCEMOS, NÓS MERECEMOS!”

Abraços,

Poliglota…

1 COMENTÁRIO

  1. Bonito o discurso caro Poliglota! Política pura. Discurso de quem veste a roupagem de cordeiro e quando assumir o poder, tende a se transformar em lobo. Sou antigão e digo de cadeira que nenhum que elegemos até hoje fez alguma coisa pela classe. Quem a gente acreditava que ao assumir um cargo influente fosse nos ajudar, pensou em seu próprio umbigo. A verdade é esse. Quem se propor a nos ajudar e que hoje tem o poder nas mãos, tem que que provar que merece o nosso voto e confiança. Bom dia.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.