DF: mesmo com contrato de manutenção, bombeiros fazem obra em quartel

0
456
CBMDF/DIVULGAÇÃO

Corporação sofre com déficit de 4,1 mil servidores e mantém, desde 2016, um acordo com empresa terceirizada para manutenção predial

Postado por Poliglota…

Com um déficit de 4,1 mil servidores, uma cena do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) está chamando a atenção nas redes sociais da categoria. As imagens mostram militares do Centro de Manutenção de Equipamentos e Viaturas (Cemev) empunhando pás e fazendo o uso de britadeira em uma obra do quartel, no Setor Policial Sul. O comandante-geral do CBMDF, coronel Carlos Emilson Ferreira dos Santos, disse que, como existia uma interdição dos banheiros, o chefe da unidade iniciou os trabalhos até a chegada da empresa terceirizada.

A situação é questionada entre os servidores porque o CBMDF mantém, há três anos, contrato para realizar as atividades de manutenção predial de todas suas sedes e grupamentos. Com isso, não haveria a necessidade de tirar os militares das suas atividades para trabalhar nas obras.

O contrato (veja abaixo) com a empresa privada JC Diehl Construções e Imóveis LTDA foi assinado em 7 de janeiro de 2016. Prorrogado em 2018, o acordo vale até o início de 2020. Dados do Portal da Transparência mostram que o CBMDF recorreu aos serviços da empresa em os meses deste ano. Ao todo, foram pagos, até o momento, R$ 1.410.365,75 pelas obras. No ano passado, R$ 4.510.812,94 foram desembolsados para o fim.

Contrato firmado entre empresa de manutenção e Corpo de Bombeiros Militar do DF by Metropoles on Scribd

Contrato firmado entre empr… by on Scribd

Atualmente, o Corpo de Bombeiros sofre com a defasagem de 42,56% de pessoal nos quadros, somando combatentes e oficiais. Onde deveria haver 9.703 servidores, estão nomeados 5.584 homens e mulheres. Seguem em aberto 4.119 vagas, que aguardam nomeação.

Segundo CBMDF, os militares flagrados na imagem estavam apenas fiscalizando a obra – Material cedido ao Metrópoles

Bombeiros pagam, desde 2016, empresa terceirizada para realizar os serviços de manutenção predial de toda a corporação – Material cedido ao Metrópoles

Outro lado

Procurada pela reportagem, a divisão de comunicação do CBMDF disse ter sido informada pelo comandante do Cemev, tenente-coronel Lima, que os militares flagrados com os equipamentos foram “designados a realizar a fiscalização das obras que estão sendo feitas pela empresa contratada”.

Chefe da corporação, o coronel Carlos Emilson Ferreira dos Santos afirmou que os bombeiros iniciaram as escavações da rede que precisava ser restaurada daquele local, uma vez que a empresa contratada possuía muitas demandas. “Como existia até uma interdição dos banheiros, o comandante do centro iniciou os trabalhos até a chegada da empresa”, ressaltou.

O Metrópoles tentou contato com a JC Diehl, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.

Fonte: Metropoles.com