ELEIÇÕES EM VALPARÍSO: Pábio Mossoró lidera todas as pesquisas para se reeleger prefeito

42
Com o apoio das maiores lideranças políticas do Goiás e do DF, o prefeito Pábio Mossoró (ao centro da foto) continua no topo das pesquisas realizadas em Valparaíso

A aprovação do Governo de Pábio Mossoró, a frente da prefeitura de Valparaíso de Goiás, se mantém em alta. Se  as eleições fossem hoje, o prefeito que vai disputar o segundo mandato largaria na frente em todos os cenários. É o que mostra o mais recente levantamento, feito para consumo interno, realizado pelo MDB, partido em que Pábio Mossoró se filiou há 21 dias.

O levantamento do MDB, partido dirigido por Daniel Vilela em Goiás, revela que a legenda elegerá a maioria dos prefeitos nas eleições municipais deste ano.

O prefeito de Valparaíso Pábio Mossoró é um dos pré-candidatos e uma das estrelas emedebista que lidera sozinho a corrida eleitoral, enquanto nomes como a deputada estadual Leda Borges (PSDB) aparece com baixíssimos pontos percentuais.

Leda Borges já foi prefeita de Valparaíso.

O baixo desempenho de Leda, segundo os analistas políticos do Entorno, está no fato dela ter abandonado a região, como ocorreu no seu primeiro mandato (2014 a 2018).

Leda trocou a sua cadeira na Assembleia Legislativa de Goiás para se tornar secretária do governo Marconi Perillo.

Nas últimas eleições de 2018, a deputada contou com o apoio integral de Pábio Mossoró e de Fábio Corrêa, prefeito da Cidade Ocidental ao prometer que ficaria por quatro anos para ajudar os dois municípios goianos. No entanto ela mudou de ideia.

Na Assembleia Legislativa ela entrou em rota de colisão com o governador Ronaldo Caiado (DEM) por ser aliada do ex-governador Marconi Perillo.

Cheia das vaidades, a deputada rompeu com Pábio e anunciou que colocaria o seu filho Marcos Túlio para dirigir o município de Valparaíso. Tudo isso sem combinar com o povo.

As outras opções de Leda, seria os nomes do vereador Alceu ou Afrânio Pimentel ou ainda Elvio Santos.

Caso nenhuma dessas opções deslanche até maio nas pesquisas, ela própria seria a candidata mesmo que saia derrotada no embate com Pábio Mossoró, que tem o apoio popular, apoio do governador do DF Ibaneis Rocha (MDB) e, de quebra, o apoio do governador de Goiás Ronaldo Caiado (DEM).

Alguns amigos mais próximos de Leda Borges, em contato com o Radar-DF neste sábado, afirmaram que têm aconselhado a deputada a ficar fora da disputa municipal de Valparaíso e trabalhar para tentar retornar em 2022.

Fonte: RadarDF