PROFISSÃO PERIGO! PMs trabalham nas ruas sem álcool em gel, máscaras e luvas

415
Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

|Por Toni Duarte||RADAR-DF|….

Homens da Polícia Militar, um dos importantes braços da Segurança Pública na guerra contra o coronavírus, que duplica em números a cada 24 horas no DF, seguem trabalhando nas ruas sem álcool em gel, máscaras e luvas. As principais armas de guerra para se salvaguardar e proteger a população da pandemia estão em falta na PMDF

O medo de se contaminar e de ser vetores do COVID-19, que já infectou mais de 100 pessoas no DF, passou a ser um dos assuntos mais comentados nos grupos de whatsapp compostos por policiais militares.

Eles reclamam da falta de álcool em gel, máscaras e luvas para manter a ordem e executar as medidas do governador Ibaneis Rocha que determina o fechamento de todo o comércio.

Os PMs se sentem vulneráveis e desprotegidos para cumprirem sua missão. A maior preocupação dos militares é uma possível contaminação pelo coronavírus, que os transformariam em agentes propagadores, pondo em risco todos que os cercam, principalmente seus familiares.

“Sei da minha função e quero cumprir minha missão. Mas, tenho muito medo de me contaminar e transmitir essa doença para a minha mãe, ela é uma idosa e quem cuida dela sou eu.”, relata um militar no grupo de WhatsApp.

“Estamos nas ruas, expostos a todo tipo de doenças. E o pior é que quando vamos abordar, os paisanos olham pra nós com medo, como se fôssemos contaminá-los. Na verdade, tá todo mundo assustado”, escreve outro PM.

As urgentes medidas de combate ao coronavírus no DF pegou de surpresa a Polícia Militar do Distrito Federal que não teve tempo de se preparar para ir para a guerra contra o vírus.

As ações de proteção aos policiais militares, publicadas pelo site da PM, seguem travadas por questões burocráticas do serviço público.

No dia 11 de março, foi iniciado o processo de compra de 500 unidades de álcool em gel (70%); 20 mil pares de luvas e 10 mil máscaras de proteção.

Uma fonte da PMDF informou ao Radar-DF não saber quando efetivamente o material estará disponível para uso.

O pouco material que a Secretaria de Saúde disponibilizou para a PMDF, já acabou.

Procurada pelo Radar-DF, a Polícia Militar informou que está seguindo as recomendações da Anvisa no que diz respeito aos protocolos de segurança e que tem orientado seus policiais quanto ao procedimento em abordagens.

VEJA  AQUI O Protocolo de biossegurança para abordagem policial militar

Fonte: RadarDF

Nota do blog do Poliglota:

O blog fez contato com a Assessoria de Comunicação da PMDF, via email, que encaminhou a resposta que segue abaixo: