GDF quer mais R$ 63 milhões para publicidade institucional. A população merece ou não ser informada?

65
Foto: reprodução internet

Infelizmente o posicionamento da deputada Julia Lucy (NOVO) está completamente equivocado.

O acesso a saúde é por demais importante para a população do DF, porém a informação também o é. Sem informação como a sociedade pode se prevenir do que seja necessário num momento tão delicado?

Hoje os grandes meios de comunicações, bem como os blogs e sites, precisam levar a informação de uma forma clara e rápida a todos. Ao ir de encontro a isso a deputada Julia Lucy boicota o acesso ao que de mais precioso a população precisa nesse momento que é a informação.

As ações de cunho sociais estão sendo providas de vento em polpa por diversas entidades. Não se mede esforços para que tudo possa chegar a todos, principalmente aos mais carentes. O momento não é de hipocrisia e sim de solidariedade, principalmente aos mais necessitados.

Espera-se que a medida encaminhada pelo poder executivo (PL nº 1030/2020), que amplia em R$ 63 milhões o orçamento para a verba de publicidade institucional do GDF), seja votado na próxima terça-feira (31), e aprovado pelos parlamentares já que as divulgações e campanhas de utilidade pública, bem como as propagandas institucionais e soluções de comunicação social, sejam efetivas num momento de tanta dificuldade. A justificativa é a mais plausível possível: A necessidade de fazer campanhas de combate ao Covid-19, inimigo a ser batido com todos os meios possíveis no momento.

O que alega a deputada

“O governo tem feito muito bem sua parte no combate à Pandemia, não se pode negar, mas não há necessidade de ampliação da verba para publicidade, uma vez que ele tem mais de R$ 90 milhões em caixa para isso”.

Fiscalização realizada pela parlamentar no Sistema de Gestão Integrada de Gestão Governamental (Siggo), que registra as movimentações financeiras do GDF, mostra que até a tarde de quarta-feira (25), o governo havia autorizado R$ 54,5 milhões, empenhado R$ 17,3 milhões e liquidado (efetivamente pago) apenas R$ 2,1 milhões, dos R$ 108,6 previstos para essas ações no orçamento de 2020.

Desse total, R$ 59,8 milhões são destinados para propagandas de utilidade pública, R$ 36,8 milhões para publicidade institucional e R$ 12 milhões para soluções em comunicação. Júlia Lucy defende que os recursos sejam destinados para assegurar apoio às pessoas em situação de rua, vulneráveis, trabalhadores informais como motoristas de aplicativo e táxis, além de comerciantes e demais empreendedores.

Da Redação com informações da Assessoria de Comunicação – Deputada Distrital Júlia Lucy

Foto: Reprodução