Boletim Epidemiológico do dia 31.03.2020

50

Emergência de Saúde Pública COVID-19 no Âmbito do Distrito Federal

Antecedentes

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal, por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Subsecretaria de Vigilância em Saúde (DIVEP/SVS), vem monitorando diariamente a situação epidemiológica do COVID-19. No dia 25/02 foi confirmado o primeiro caso da doença no país e no DF a primeira confirmação ocorreu no dia 05/03/2020.

Informações Sobre a Doença

O novo agente do COVID-19 foi descoberto em 31/12/19 após a confirmação de um surto que teve início anteriormente na província de Hubei na China. O Coronavírus compõe uma família de vírus responsáveis por síndromes respiratórias. Os sinais e sintomas do COVID -19 são principalmente febre, tosse, coriza, dor de garganta, entre outros, na maioria dos casos cursando com quadros clínicos leves, podendo em menor proporção causar uma infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias.

Situação Epidemiológica do Distrito Federal

Até às 16:00h do dia 31/03/2020 foram confirmados 333 casos de COVID-19 no Distrito Federal. Dos casos confirmados, 192 (57,7%) são do sexo masculino, com mediana de idade de 43 anos, variando entre 0 e 99 anos, com maior proporção e incidência na faixa etária de 30 a 39 anos (Tabela 1). Entre os casos confirmados, 44 (13,2%) estão hospitalizados, 30 destes em Unidade de Terapia Intensiva.

Até o dia 31 de março foram registrados três óbitos confirmados por COVID-19, todos em pessoas com comorbidades. O primeiro ocorreu no dia 28 de março, de uma paciente do sexo feminino, de 61 anos. O segundo ocorreu no dia 29, de um paciente do sexo masculino, de 77 anos. O terceiro óbito foi registrado no dia 31, de um paciente do sexo masculino; de 73 anos. Até o momento a letalidade (proporção de óbitos em relação ao total de casos confirmados) do Distrito Federal está em 0,9%. O grupo etário de 70 a 79 anos apresentou a maior letalidade até o momento (Tabela 1).

Equipe de elaboração:

Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SVS/SESDF Subsecretaria de Vigilância em Saúde

Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal

Tabela 1. Distribuição, frequência, incidência de casos confirmados e casos hospitalizados, e letalidade de COVID-19, segundo faixa etária. Distrito Federal, 31.03.2020.

 

Faixa etária (em anos)

Casos confirmados Casos hospitalizados Óbitos
n % Incidência/ 100 mil hab. Enfermaria UTI Total % Incidência/ 100 mil hab. n Letalidade*
Menor de 2 1 0,3 1,14 0 0 0 0,0 0,00 0 0,0
2 a 10 1 0,3 0,29 0 0 0 0,0 0,00 0 0,0
11 a 19 5 1,5 1,23 0 0 0 0,0 0,00 0 0,0
20 a 29 37 11,1 7,30 0 1 1 2,3 0,20 0 0,0
30 a 39 105 31,5 19,21 6 6 12 27,3 2,19 0 0,0
40 a 49 81 24,3 17,10 2 3 5 11,4 1,06 0 0,0
50 a 59 60 18,0 17,76 3 8 11 25,0 3,26 0 0,0
60 a 69 24 7,2 11,76 0 6 6 13,6 2,94 1 4,2
70 a 79 15 4,5 15,03 3 4 7 15,9 7,02 2 13,3
80 e mais 4 1,2 9,44 0 2 2 4,5 4,72 0 0,0
Total 333 100 10,91 14 30 44 100,0 1,44 3 0,90

Fonte: PAINEL COVID-19. Dados atualizados até 31/03/2020 às 16:00

*A letalidade se refere à proporção de óbitos entre todos os casos confirmados na respectiva faixa etária.

Dos casos notificados 305 (91,6%) são residentes do DF. Destes, considerando os casos que possuem informação sobre a Região Administrativa (RA) de residência, a Região de Saúde Central tem o maior número e a maior incidência de casos confirmados (50,7casos por 100 mil habitantes), sendo a RA do Lago Sul a que apresenta a maior incidência (Tabela 2). Dos casos confirmados, 43 (12,9%) foram classificados como transmissão comunitária.

RECOMENDAÇÕES

Desde às 00h do dia 27/03/2020 as notificações de casos de COVID-19 devem ser inseridas em um novo sistema, o e-SUS Vigilância Epidemiológica no endereço eletrônico https://notifica.saude.gov.br/login. As novas definições de caso, bem como a estratégia de vigilância e monitoramento do COVID-19 ainda serão informadas pelo Ministério da Saúde.

Fonte: GDF