MP de recomposição salarial de policiais do DF pode sair a qualquer momento

6488

Fontes palacianas do governo federal garantiram ao blog que a MP que recompõe os salários das forças de segurança do DF (PM, CBMDF e PCDF) pode sair a qualquer instante

Para que isso aconteça, o Governo Federal vem articulando veto à flexibilização de congelamento salarial junto ao projeto de ajuda a Estados e municípios, que traz como contrapartida o congelamento salarial dos servidores por 18 meses.

Desde a semana passada quando o Congresso aprovou projeto que autorizava na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), a recomposição salarial para policiais e bombeiros do DF que a expectativa dentro dessas corporações é grande. Cálculos indicam que o impacto financeiro atingirá a cifra de 505 milhões de reais.

A recomposição foi um pedido do governador do DF Ibaneis Rocha (MDB) diretamente ao Presidente Jair Bolsonaro. A bancada federal de Brasília se mobilizou no Congresso pela aprovação do Projeto, que de quebra inclui o envio de um outro Projeto para ajustar a distribuição de recursos do FCDF.

Na prática, Bolsonaro terá que ativamente endossar a proposta de melhoria salarial para essas categorias no DF antes de sancionar projeto de lei que prevê que os salários do funcionalismo não possam ter nenhum aumento até o fim do ano que vem, sendo que ele publicamente se comprometeu a vetar trecho aprovado pelo Congresso que abria exceção a algumas carreiras.

Segundo as fontes confidenciaram ao blog, provavelmente a edição e assinatura dessa Medida Provisória (MP) deve ocorrer até dia 24, pois após isso o presidente Bolsonaro terá que sancionar o projeto de ajuda a Estados e municípios e para isso as articulações políticas estão de vento em poupa para que o veto não seja derrubado em seguida pelos parlamentares.

Da redação…