GDF regulamenta gratuidade de transporte público a profissionais da saúde durante a pandemia

41

Ao ser publicada no Diário Oficial, na quinta-feira (18), a nova portaria da secretaria de mobilidade sobre a lei do Veras, garante gratuidade aos profissionais de saúde

A portaria nº 98, que garante aos profissionais da área de Saúde do Distrito Federal, a gratuidade junto ao Sistema de Transporte Público Coletivo do DF (STPC/DF), durante a pandemia do novo coronavírus, será regulamentada através de publicação no Diário Oficial desta quinta-feira (18).

A lei beneficiará profissionais conforme a definição estabelecida em Portaria nº 639, de 31 de março deste ano, do Ministério da Saúde. Na época, os estados brasileiros começavam a fechar estabelecimentos e entrar em isolamento social.

Segundo a portaria assinada pelo então ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, as categorias consideradas essenciais para a saúde e que se beneficiarão com a gratuidade no DF, são: serviço social; biologia; biomedicina; educação física; enfermagem; farmácia; fisioterapia e terapia ocupacional; fonoaudiologia; medicina; medicina veterinária; nutrição; odontologia; psicologia; e técnicos em radiologia.

Para utilizar do benefício, o profissional de saúde deverá apresentar um documento de identificação profissional e também um cartão de identificação de acesso gratuito, disponibilizado pelo GDF.

O cartão deve ser feito nos seguintes postos do BRB Mobilidade:

Galeria dos Estados

Rodoviária do Plano Piloto – Mezanino

Rodoviária Central de Brazlândia

Rodoviária do Gama

Rodoviária de Planaltina

Estação de BRT de Santa Maria

Sobradinho Ginásio de Esportes

Rodoviária de Taguatinga

No local, o profissional deverá apresentar:

I – Documento de identificação oficial, com foto e número de CPF;

II – Comprovante de exercício da profissão; e

III – Endereço de correspondência eletrônica.

Fonte: JBr